Meio Bit » Baú » Ciência » Toyota jura que em 2015 venderá carro a hidrogênio

Toyota jura que em 2015 venderá carro a hidrogênio

Toyota jura que começará a vender um carro movido a hidrogênio ainda em 2015. Mas só na Califórnia, onde há a maior rede de postos de abastecimento do mundo. Nove. Mesmo sendo um gás que queimado vira água, será que vale a pena usar hidrogênio no lugar de gasolina? Spoiler: não.

08/01/2014 às 15:45

Hindenburg_burning

"ops"

Em teoria o hidrogênio é o combustível perfeito. Substância mais abundante no Universo, fácil de produzir, como qualquer criança antigamente sabia (hoje é perigoso demais fazer eletrólise no colégio) e sua queima resulta em… água.

Na prática é um Inferno armazenar hidrogênio. Ele tende a escapar de qualquer tanque, o que nem é o maior problema, problema mesmo é que ele torna os metais quebradiços, então se ele não escapar o tanque vai se esmigalhar de qualquer jeito. E quando explode, sai de baixo. A famosa cena da explosão da usina nuclear de Fukushima foi devido ao acúmulo de hidrogênio.

A produção também não é essa beleza toda, é simples MAS demanda energia pra caramba.

Carros a hidrogênio nunca foram uma alternativa a sério, até que tiveram a idéia de usar células de combustível, que produzem eletricidade, movendo assim motores elétricos. O problema é que são caras, muito caras. O Honda Clarity custava mais de US$ 1 milhão. Muito caro ser verde.

Agora a Toyota diz que resolveu o problema das células de combustível, reduzindo o custo em 95%. Com isso começarão a vender em 2015 um carro, ainda sem nome, movido a hidrogênio.

toyota r

Ele só será vendido na Califórnia, onde há a maior rede de postos de Hidrogênio no mundo. Nove postos. A vantagem em relação a carros elétricos é que um "tanque" tem autonomia de 480 km e leva 5 min pra ser abastecido. Mas nem tudo são flores. Aliás, quase nada é.

O tal carro tem desempenho que faz um Prius parecer um DB9. 130 HP e 0 a 100 km/h em 10 segundos. Isso é performance de Fiat Palio.

Quando você joga ar-condicionado, direção, transmissão e outros componentes consumidores de energia, acaba com uma carroça.

Não é à toa que Elon Musk disse que carros a hidrogênio são bullshit. E está certo. Você gera eletricidade, converte em hidrogênio, abastece a célula de combustível, converte em eletricidade de novo e então alimenta o motor. Faz mais sentido cortar as etapas do meio e ficar direto na eletricidade.

Senão, você acaba com uma solução muito parecida com o carro elétrico do Top Gear, que tinha um gerador a gasolina pra recarregar as baterias.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários