Meio Bit » Baú » Robótica e IA » Estudo prevê 54 milhões de carros autônomos em 2035

Estudo prevê 54 milhões de carros autônomos em 2035

Outro dia, outra previsão. Agora contrariando a Nissan, uma empresa diz que em 2035 teremos 54 milhões de carros autônomos nas ruas. Será?

04/01/2014 às 14:02

Knight Rider

Em novembro publicamos um post sobre um executivo da Nissan, que previu a entrada de carros autônomos no mercado para 2020. Dadas as exigências de inteligência artificial para um carro sobreviver no dia-a-dia do trânsito, talvez 2020 seja bem otimista. Agora outro estudo, desta vez da IHS, detalha mais as previsões.

Chutam estimam para 2025 vendas globais de 230 mil carros autônomos. Dez anos depois esse número chegará a 11,8 milhões, com um total acumulado de 54 milhões de unidades. Em 2050, virtualmente todos os carros serão autônomos.

Dentre os 54 milhões em 2035, a “autonomia” dos carros será dividida em categorias. A IHS trata como autônomos as categorias 3, 4 e 5.

Na Categoria 3 o carro é dirigido manualmente mas, nas condições ideais de pista, clima, etc, pode ser colocado no automático. Isso já existe. Em 2007 o Top Gear demonstrou um BMW 330i que, alimentado com as características do circuito de testes do programa, fez uma volta completamente autônoma, com um Jeremy Clarkson apavorado apenas observando sem encostar no volante.


KnightsBooking — Top Gear | New Self-Driving BMW 330i | 720p HD / HQ Sound

Claro, um simples cachorro na pista e adeus BMW, tecnologia, etc. Pistas elevadas, viadutos exclusivos para carros automáticos poderiam ser úteis para veículos assim.

A Categoria 4 seria de veículos 100% autônomos, mas com opção de controle manual. Essa ainda não existe e muita gente duvida que mesmo em 2025 já tenha sido viabilizada.

Já a Categoria 5 é algo que exige uma mudança de comportamento total do humano médio. É o carro autônomo que não tem opção manual. Dizem que em 2035 serão vendidos 4,8 milhões de unidades.

21 anos em tecnologia é muito tempo, qualquer previsão para 2035 muito provavelmente está errada, mas se for para chutar, eu duvidaria na popularização de carros 100% autônomos. O prazer de dirigir, mesmo que só no final de semana, é algo que poucos motoristas aceitarão abrir mão.

Fonte: CNet.

relacionados


Comentários