Meio Bit » Arquivos » Hardware » Tente não rir: CEO da BlackBerry diz que empresa está "bem posicionada" para o futuro

Tente não rir: CEO da BlackBerry diz que empresa está "bem posicionada" para o futuro

Segundo o CEO John Chen, o prejuízo de US$ 4,4 bilhões que a BlackBerry teve é um contratempo menor e a empresa ainda é referência no mercado corporativo

30/12/2013 às 17:00

blackberry-going-down

A situação da BlackBerry está ruim, muito ruim. Apesar de cometer aparelhos bons em 2013 como o Z10 e o Z30, nada disso adianta quando a percepção que a empresa passa é de uma bagunça total. Apesar de bons ambos aparelhos não venderam quase nada, a Rogers chegou a ignorar o Z30 no Canadá e no fim das contas, a ex-RIM fechou o terceiro trimestre com um prejuízo recorde de 4,4 bilhões de dólares. Conclusão? Muita gente, incluindo o CEO Thorstein Heins (aquele...) rodou.

Entretanto a empresa não abandonou o otimismo, insistindo no discurso de que tudo está bem. Em entrevista à CNBC, o CEO interino John Chen parece que foi mordido pelo mesmo bichinho que causou alucinações e delírios de grandeza em Heins, mesmo vendo a água encher o barco: ele disse que a empresa é financeiramente estável, ainda inovadora e está bem posicionada para o futuro.

Para Chen, o conturbado ano de 2013 e o rombo de mais de quatro bilhões são só "circunstâncias desafiadoras" e ele acredita piamente que a BlackBerry será capaz de reverter a situação, se manter no mercado e continuar inovando. Para completar, Chen comprova que todos os executivos da empresa são míopes, ao dizer que "a BlackBerry ainda é popular entre usuários corporativos", vai continuar investindo nesse setor e que "a jornada (da empresa) apenas começou". Só se for para a cova, porque olha...

É possível que todas as fichas estejam sendo colocadas no tal "Jakarta", o smartphone de baixo custo que rodará BB10 que a Foxconn está montando para a BlackBerry, cuja previsão de lançamento é entre março e abril de 2014. Sinceramente eu não acredito que ela se safe tão facilmente, independente da qualidade dos últimos produtos o grande problema da ex-RIM é administrativo, e nesse quesito nota-se que a única solução para a falta de visão de mercado geral da empresa é demitir todo mundo e recomeçar do zero.

Fonte: TNW.

relacionados


Comentários