Meio Bit » Baú » Games » China baniu Battlefield 4 por motivos de segurança nacional

China baniu Battlefield 4 por motivos de segurança nacional

A mais nova ameaça à Revolução Cultural Chinesa? Battlefield 4. Alegando que o jogo prejudica a Segurança Nacional, o governo chinês simplesmente baniu, censurou, eliminou, agora nem sites de busca respondem mais a consultas sobre BF4.

29/12/2013 às 22:45

battlefield_4_china_usa_dragons_flags_1440x900_36936

A China é um lugar esquisito. Ao mesmo tempo em que fazem uma transmissão de lançamento melhor que tudo que a NASA já fez, levam ANOS pra divulgar as imagens das sondas lunares anteriores. Quando a poluição atmosférica em Beijing atingiu níveis intoleráveis mesmo pro Capitão Feio, a medida governamental pra reduzir o problema foi… confiscar e destruir 500 churrasqueiras da população. Para simular reflorestamento, eles pintaram uma montanha de verde. E nem foi a primeira vez, eles costumam pintar a grama também.

O país vive a esquizofrenia de um sistema marketista-leninista, então temos uma burguesia que viaja ao exterior, gasta e ostenta em níveis sakamoteanos, mas que prega discurso de país comunista. Por isso de vez em quando entram em paranóia digna da Rússia Stalinista. Filmes estrangeiros são fortemente censurados, cortados ou apenas banidos, mas qualquer camelô vende as versões originais.

Jogos também, embora consoles tenham sido banidos no país no ano 2000 e só agora foram liberados. Ou quase.

Agora resolveram que o Grande Inimigo da Revolução é o Battlefield 4, por causa da expansão China Rising. O jogo foi banido, e nem sites de busca mostram mais resultados pra buscas sobre ele.

Os jornais locais falam que o jogo mostra a China como inimiga do ocidente. Também dizem que o uso de videogames é uma tentativa de desacreditar o país, “uma nova forma de penetração e agressão cultural”.

Curioso como nem o Brasil, que é chato pra caramba com essas coisas, soltou esse mimimi em jogos passados aqui, como o Max Payne 3, Modern Warfares e Battlefields (não tem uma fase do BF3 passada aqui?).

Os EUA também não reclamaram do país ser invadido pelos russos, com destruição em massa e final pra lá de depressivo.

Fonte: Polygon.

Se há algo a se dizer sobre esses FPSs, é que eles são sérios até demais. Não há nada de desrespeitoso sobre o “inimigo”. Nenhum jogador se baseia em videogames para formar opiniões em relação ao cenário geopolítico mundial.

A China está faz tempo querendo um lugar entre os grandes players. Economicamente já chegou lá, mas emocionalmente ainda está no nível do Brasil, que dá piti por causa de episódio d'Os Simpsons.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários