Meio Bit » Arquivos » Hardware » McLaren vai substituir limpadores de para-brisa por campo de força

McLaren vai substituir limpadores de para-brisa por campo de força

O projetista chefe da McLaren, Frank Stephenson, deu a dica, sem revelar maiores detalhes, de que está trabalhando em um projeto que visa substituir o centenário limpador de para-brisa por um campo de força ultrassônico na frequência de 30 kHz.

17/12/2013 às 18:15

Raise the shields!

Antes de mais nada, sim, a McLaren fabrica automóveis que circulam fora das pistas de Fórmula 1. Sim, são carros esporte. Não, não são para nossos bicos.

O projetista chefe da McLaren, Frank Stephenson, deu a dica, sem revelar maiores detalhes, de que está trabalhando em um projeto que visa substituir o centenário limpador de para-brisa por um campo de força ultrassônico na frequência de 30 kHz.

Enquanto outras áreas sofreram significativas transformações ao longo dos anos, o limpador de para-brisa não é muito diferente de quando foi inventado em 1903. Mesmo com inovações como o sensor de chuva, a base segue a mesma, uma vareta com borracha acoplada deslizando para lá e para cá.

Mary Anderson Mary Anderson, inventora do limpador de para-brisa, sério.

O limpador ultrassônico, por outro lado, dá uma guinada no sentido oposto. Ao invés de remover a água por atrito, ele cria literalmente um campo de força que não permite que a água da chuva ou mesmo insetos atinjam o vidro do para-brisa.

O sistema, que deve estar nas ruas nos próximos anos, promete ser mais barato que manter um limpador tradicional, já que não utiliza peças mecânicas, além de economizar, mesmo que pouco, combustível.

Outra vantagem é a inexistência de atrito, evitando arranhões no para-brisa. Além, é claro, daquela infinidade de panfletos que só são vistos pelo motorista depois de estar instalado na direção.

Resta saber se o sistema é eficiente contra pombos e sua mira precisa.

Fonte: Geek.

relacionados


Comentários