Meio Bit » Baú » Games » Everybody's Gone to the Rapture perde limite de tempo

Everybody's Gone to the Rapture perde limite de tempo

Exclusivo para PS4, Everybody's Gone to the Rapture teria uma mecânica onde cada partida duraria no máximo uma hora, mas estúdio resolveu desistir dela.

13/12/2013 às 8:30

Everybodys-Gone-to-the-Rapture

Quem aí se lembra do Everybody's Gone to the Rapture? Desenvolvido pela The Chinese Room, mesmo estúdio responsável pelo Dear Esther e que colaborou com o Amnesia: A Machine for Pigs, o jogo se tornou exclusivo do PlayStation 4 e me chamou a atenção por diversos motivos.

O principal deles evidentemente é a sua premissa, que colocará o jogador em um mundo aberto que está prestes a acabar. Isso por si só já dá espaço para uma narrativa muito interessante, mas o que me deixou muito curioso foi a revelação de que só teríamos uma hora para explorar o lugar, depois disso, fim! Teríamos que recomeçar outra partida e ver o que mais conseguiríamos descobrir.

Porém, o diretor da desenvolvedora revelou que eles desistiram da ideia, simplesmente porque ela estava estragando a experiência dos jogadores:

Originalmente, quando começávamos uma partida teríamos uma hora para cada sessão de jogo,” explicou Dan Pinchbeck. “Seria mais ou menos como nos filmes Feitiço do Tempo e Meia-Noite e Um, onde temos apenas uma hora. Até onde você poderia ir? Quanto poderia explorar? Imagine-se lendo um romance e você estar dentro dele e 30 páginas antes do fim alguém se aproxima, tira-o das suas mãos e vai embora… É um conceito artificial que não necessariamente produz uma boa experiência de jogo.

Sem ter jogado o Everybody's Gone to the Rapture acho difícil dizer se eles tomaram a decisão certa ou não ao abandonar o conceito, mas no papel ele sempre me pareceu muito interessante e penso que poderia ser responsável por nos entregar algo bem diferente do que estamos acostumados. O jeito agora é esperar que o modelo mais tradicional seja suficiente para nos manter entretidos, mas ainda tenho uma grande expectativa em relação a esse título.

Fonte: Eurogamer.

relacionados


Comentários