Meio Bit » Baú » Indústria » NASA planeja começar a cultivar uma horta na Lua em 2015

NASA planeja começar a cultivar uma horta na Lua em 2015

Parceria com o Google pretende enviar sementes de plantas à Lua e determinar se elas são capazes de germinar com exposição direta à luz solar

05/12/2013 às 12:00

moon

Ainda não é possível para a humanidade morar em qualquer outro lugar do cosmos que não seja a Terra, porém estamos estudando formas de nos estabelecermos em Marte, até mesmo num futuro bem próximo. A Lua entretanto é bem mais próxima de nós, e agora a NASA vai conduzir um experimento para determinar se é possível cultivar alguns vegetais no satélite apesar da alta radiação solar com o qual ele é bombardeado.

O plano consiste em enviar sementes de manjericão, nabo e agrião em uma cápsula selada, que proverá água, comida e ar. Obviamente elas não serão plantadas diretamente no solo lunar, que é muito pobre em nutrientes para que as plantinhas vinguem. Uma vez na Lua, as sementes que terão sido semeadas num filtro de papel rico em nutrientes serão hidratadas, induzindo a germinação através da exposição à luz solar que incide sobre o satélite.

As sementes serão observadas num período de dez dias e comparadas com os resultados em situações normais dentro do mesmo período de tempo, de modo a determinar se a exposição aos altos índices de radiação e à baixa gravidade ainda permitiriam que as plantas possam germinar. A NASA também vai observar o habitat artificial em si e calcular a escalabilidade para humanos, no caso as plantas sobreviverem e determinar se poderemos nos instalar no satélite, como em uma base ou colônia. Se a experiência não vingar, a agência pretende repetí-la com outras plantas e observar períodos de germinação mais longos. A horta selada será enviada à Lua com o Moon Express, um lander que será construído através de uma competição promovida pelo Google chamada Lunar X Prize.

Modelo do Moon Express

Esse experimento é de extrema importância para começar o plano de nos instalarmos na Lua e de lá, quem sabe, nos estendermos para outros planetas. Entender até que ponto somos capazes de resistir à radiação espacial e à baixa gravidade a longo prazo é crucial para começarmos a pensar a sair da Terra de vez.

Fonte: NASA via ET.

Leia mais sobre: , , , , , , , .

relacionados


Comentários