Meio Bit » Arquivos » Áudio e vídeo » LG admite: nossas Smart TVs estão realmente coletando dados

LG admite: nossas Smart TVs estão realmente coletando dados

Em nota, LG admite que suas Smart TVs coletam dados de canais assistidos e nomes de arquivos em HDs e pastas compartilhadas sem permissão

22/11/2013 às 12:01

lg-smart-tv

A LG bem que tentou se safar da primeira vez, quando o usuário Doctor Beef Beet descobriu fuçando em seu tráfego de dados que sua Smart TV recém adquirida estava coletando dados referentes a seu comportamento enquanto utilizava o aparelho, mesmo com a opção de compartilhamento desligada: em suma não só informações referente a quais canais ele assistia, mas também os nomes dos arquivos presentes em seu HD externo também eram coletados, de modo a retornar ads relevantes na dashboard do televisor.

A primeira reação ao ser questionada pelo usuários foi mandá-lo se entender com a loja onde adquiriu a TV, já que ele havia concordado com os Termos de Serviço. A LG só baixou a bola quando o site Engadget entrou em contato buscando informações, mas ainda assim deu uma desculpinha dando a entender que era um caso isolado.

Só que a situação piorou quando um segundo usuário apareceu reclamando do mesmo problema, e para piorar trouxe à tona que o nível de monitoramento é mais profundo do que se pensava: a Smart TV envia um log de autorização à LG toda a vez que é ligada e outro de desautorização quando é desligada. Trocando em miúdos, a empresa sabe quanto tempo seus usuários ficam na frente na TV, além de enviar informações não só de drives externos mas também de pastas compartilhadas com PCs através do recurso Smart Share: ele confirmou o lance ao mover os arquivos para outra pasta, criar dummies com nomes sugestivos da mesma forma que Doctor Beet fez e realizar um browse manual após resetar a TV (clique para ampliar):

smart-tv-lg-giant-porn

Agora a pérola: como seu firmware não exibe a tal opção para desligar a opção de compartilhamento, é possível que todas as Smarts da empresa realizem essa coleta de forma silenciosa e da pior forma possível, sem nenhuma encriptação.

A LG finalmente pôs o rabo entre as pernas e admitiu em comunicado que realmente faz a coleta do dados sem autorização, mas argumentou que o faz na melhor das intenções visando oferecer uma melhor experiência para seus consumidores, em que coleta seria necessária para retornar propagandas de acordo com o comportamento de cada um. Afinal, para ela tais dados são "públicos":

Information such as channel, TV platform, broadcast source, etc. that is collected by certain LG Smart TVs is not personal but viewing information.

Ela diz que o “bug” da Smart TV continuar coletando dados com a opção desligada será corrigida em um futuro update do firmware (mas não falou nada sobre TVs que enviam dados e que não possuem tal opção). Sobre o envio nos nomes de arquivos em HDs externos e em partes compartilhadas, a LG diz que o recurso é proveniente de uma ferramenta de datamining que não foi totalmente implementada, e que será removida em breve.

O pior nessa história é que a ideia de coletar dados dos espectadores é boa, principalmente para determinar audiência de canais com mais precisão que o arcaico índice Nielsen, a grande mentira que as emissoras norte-americana se agarram com unhas e dentes, enquanto serviços de streaming como Netflix, Hulu e Chrunchyroll trabalham com números reais. A LG só precisava ser transparente.

Antes que sobrasse para ela também, a rival Samsung declarou em nota que suas TVs não coletam dados de HDs externos e pastas compartilhadas, mas não disse um pio sobre monitorar os hábitos do usuário ao assistir TV.

Fonte: Register.

relacionados


Comentários