Meio Bit » Arquivos » Games » Para desenvolvedor indie, criar para consoles garante respeito

Para desenvolvedor indie, criar para consoles garante respeito

Para criador do jogo Octodad: Dadliest Catch, estúdios independentes só passam a ser respeitado depois que suas criações aparecem nos consoles.

15/11/2013 às 11:30

octodad

Os últimos anos foram muito importantes para a indústria de games e um dos motivos para isso foi o espaço dado aos desenvolvedores independentes. Porém, se no PC – terra de ninguém – qualquer um pode fazer sucesso com suas criações, o mesmo não pode ser dito dos consoles e para Philip Tibitoski, criador do diferentão Octodad: Dadliest Catch, infelizmente ainda existe a ideia de que um estúdio só merece atenção depois que seu jogo aparece em um videogame.

Normalmente os desenvolvedores indie e as pessoas que jogam games independentes possuem uma ideia de quem nós somos, geralmente, e o público que joga game de console não. Levar o Octodad aos consoles nos permitirá alcançar mais pessoas e achamos que esta é uma boa oportunidade.

Sinto como se até que façamos um jogo para console, muitas pessoas não nos levam a sério. É uma coisa estranha e penso assim por causa das pessoas que conhecemos. Os adultos como, digamos, meus pais, diriam, ‘Oh, você lançará um jogo para computador,’ mas então você diz que ‘Oh, estamos trabalhando com a Sony.’ E a Sony é uma marca e uma companhia que as pessoas dizem, ‘Oh, você está criando algo de verdade.’ É estranho.

E por mais que tal linha de raciocínio seja um tanto dura e até certo ponto preconceituosa, é difícil discordar do game designer. Muitos jogos parecem ter um status diferente simplesmente porque apareceram nos consoles e acho que um bom exemplo disso será visto nos próximos meses, quando títulos como o PlanetSide 2, Warframe e War Thunder serão lançados para o PlayStation 4 e se no PC eles muitas vezes são vistos apenas como “mais um jogo gratuito sem graça”, provavelmente se tornarão os queridinhos de muitas pessoas que só jogam em videogames.

Não considero isso legal, mas a verdade é que os videogames e seus jogos realmente são capazes de carregar consigo essa aura misteriosa.

Fonte: Polygon.

Leia mais sobre: .

relacionados


Comentários