Meio Bit » Baú » Hardware » Por enquanto, Mozilla não pretende lançar seus smartphones Firefox OS nos Estados Unidos

Por enquanto, Mozilla não pretende lançar seus smartphones Firefox OS nos Estados Unidos

Foco da Mozilla é disponibilizar seus smartphones de baixo custo em países em desenvolvimento, como o Brasil

14/11/2013 às 13:30

alcatel-one-touch-fire

A Mozilla havia prometido que o número de países em que seus aparelhos com Firefox OS seriam disponibilizados aumentaria consideravelmente, e neste mês o sistema chegou ao Brasil, através do Alcatel One Touch Fire e do LG Fireweb. Apesar de não ser um hardware de ponta, a intenção da empresa é oferecer um smartphone acessível focado em HTML5 com preço de um feature phone. Com isso o Alcatel One chegou chutando bundas com preço sugerido de R$ 199. Já o LG Fireweb chegou por um precinho maior mas ainda atraente, R$ 449.

Porém, se por um lado a Mozilla pretende brigar com Androids e Lumias de baixo custo nos países emergentes, por outro ela não está interessada em se inserir no grande mercado norte-americano, contrariando o desejo do então CEO Gary Kovacs quando anunciou durante a MWC 2013 que a operadora Sprint receberia seus aparelhinhos em 2014.

Em entrevista, a diretora executiva Mitchell Baker disse que apesar da intenção de desenvolver aparelhos voltados para o mercado norte-americano, por enquanto não há planos para os Estados Unidos. Para completar, o VP de mobile Andreas Gal adicionou que não há intenção de cumprir o que Kovacs anunciou anteriormente, e que por enquanto a oferta para os Estados Unidos se manterá exclusivamente pelo eBay, com o ZTE Open.

Baker aproveita e alfineta Apple e Google (e por tabela, Microsoft e Nokia) ao dizer que o foco é desenvolver dispositivos acessíveis a todos e não elevar as especificações atrás de uma briga de hardware, o que fez com que as empresas sob seu ponto de vista praticassem preços de primeiro mundo em países em desenvolvimento, ao invés de tentar absorver um mercado que quer produtos mais avançados mas não pode pagar um preço premium, mercado esse que a Apple considera um lixo e os parceiros Android com exceção da Samsung estão cada vez menos propensos a investir, restando a Nokia com seus Lumias de baixo custo e a linha Asha. "Na maior parte do mundo o preço é importante, mas para nós (nos EUA), quantos de nós temos um celular de US$ 500?", diz Baker de forma irônica.

Eu até diria que os americanos teriam que esperar um pouco mais, mas a ideia do Firefox OS é tornar os smartphones populares entre consumidores de feature phones, o que não é o perfil do mercado dos Estados Unidos. Por outro lado, desenvolvedores que gostariam de um aparelho para desenvolver para o sistema terão certa dificuldade para adquirir uma unidade por enquanto, pois quando o estoque do eBay esgotar ele não será reposto.

Fonte: CNet.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários