Meio Bit » Baú » Ciência » Índia conta os minutos para lançar satélite rumo a Marte

Índia conta os minutos para lançar satélite rumo a Marte

Missão pretende colocar satélite de baixo custo na órbita de Marte: projeto visa firmar a Índia como país líder de tecnologia espacial de baixo custo!

04/11/2013 às 10:45

Mars Orbiter sendo instalada no 4º estágio do foguete PSLV-C25

Nos últimos anos explorar Marte meio que virou a Festa da Uva: todo mundo quer tirar uma casquinha do planeta vermelho, seja a NASA com a Curiosity ou a Mars One com seu ambicioso (para não dizer insano) projeto de colonização de Marte para daqui a apenas dez anos. Dennis Tito, o primeiro astronauta espacial está promovendo uma longa viagem em 2018 para endinheirados ficarem enfurnados mais de 400 dias numa nave para dar tchauzinho ao planeta. Apesar dos pesares, eu pagaria.

Dos projetos de pesquisa e exploração obviamente a NASA está na frente, graças à Curiosity e o MRO, o satélite equipado com a HiRISE, aquela câmera ignorante que adora se exibir. Entretanto a Índia não está muito atrás. Não é de hoje que o país investe na pesquisa especial: já colocaram uma sonda na Lua, e se preparam para lançar amanhã o satélite Mars Orbiter, que será encarregado de pesquisar a atmosfera do planetinha.

Apesar de conduzir pesquisas essenciais para o entendimento de Marte, o principal objetivo da missão é testar se um projeto de tão baixo custo é viável. A título de comparação, colocar a Curtiosity em Marte custou US$ 2,5 bilhões. O projeto Mars Orbiter, que teve início no ano passado consumiu míseros US$ 72 milhões, troco de pinga para qualquer governo que se preze a fazer pesquisa de verdade. O Chandrayaan-1, o projeto de 2008 que enviou uma sonda de impacto e um satélite custou US$ 59 milhões. Mesmo tendo funcionado por apenas 312 dias, a missão foi considerada um sucesso.

Mars Orbiter

O Mars Orbiter vai utilizar a mesma manobra que a Juno utilizou para ir à Júpiter: vai dar a volta na Terra e usar nossa gravidade para acelerar o conjunto, sair da nossa zona de influência e se lançar rumo ao planeta vermelho. A previsão é que entre na órbita de Marte em 21 de setembro de 2014.

As diferenças técnicas entre a Mars Orbiter (chamada informalmente Mangalyaan, em sânscrito "módulo - ou nave - marciano") e o Chandrayaan-1 não são muitas, apenas adaptações pontuais foram feitas. O programa espacial indiano não espera que ela dure muito tal qual a missão lunar, mas só o fato de chegar à Marte já colocará o país à frente da China e o reafirmará como um país que consegue desenvolver tecnologia de ponta sem gastar os tubos.

Panorâmica da base de lançamento, com o PSLV-C25 já posicionado

O lançamento original seria na última segunda-feira mas teve de ser adiado devido ao mau tempo. Se tudo correr bem, a Mars Orbiter partirá do Satish Dhawan Space Centre às 14:36 do horário local ou às 07:06, horário brasileiro de verão.

Enquanto isso, o ápice de tecnologia de um certo país é colocar uma cápsula do tempo a 2 km de profundidade...

Fonte: Register.

Leia mais sobre: , , , , , .

relacionados


Comentários