Meio Bit » Baú » Hardware » Windows RT, iPhone 5c e a teoria do bode na sala

Windows RT, iPhone 5c e a teoria do bode na sala

A Apple está cortando as encomendas de iPhone 5c, e o Windows RT está mais mal-visto que o russo que disparou o míssil anti-satélite em Gravity. Será isso fruto de planejamento ruim ou uma brilhante estratégia? Clique, leia e entenda…

18/10/2013 às 11:00

bodenasala_mesmo

Há uma velha história de uma mulher que vivia reclamando da casa pequena, a família estava desconfortável, a sala era minúscula e precisavam de um lugar maior para viver. O marido ao invés de comprar uma nova casa, arrumou um bode e colocou na sala. Logo tudo estava comido, o chão cheio de cocô, o bode berrando e incomodando a todos.

Depois de uma semana o marido deu sumiço no bode. Ninguém nunca mais reclamou da sala, que parecia imensa e confortável sem o bode fedido.

Vejo algo parecido acontecendo no mercado de gadgets.

Antigamente você podia se dar ao luxo de lançar produtos e as considerações dos consumidores eram sobre o produto lançado. Interagir, mesmo encontrar outros consumidores do mesmo equipamento. A não ser fãs que acompanhavam na imprensa especializada, ninguém tinha idéia do que seria lançado, era possível surpreender compradores e concorrentes. Ninguém discutia o sexo dos anjos das características estimadas de produtos ainda não-existentes.

Hoje seus lançamentos são escrutinados por um público e uma mídia – reconheçamos – francamente hostil. TODO smartphone é vendido pela mídia como iPhone Killer, e quando não consegue cumprir essa meta, que os fabricantes nunca propuseram, é dado como fracasso.

Rumores são tratados como escritos em pedra no alto de uma montanha, já cheguei a ver sites anunciando o iWatch Killer. Isso mesmo, estavam listando os produtos que iriam matar o produto que a Apple NÃO ANUNCIOU.

Sem perceber sua empresa se descobre soterrada em críticas e opiniões questionando algo que você nem lançou ainda.

Steve Jobs provou mais de uma vez que o consumidor não sabe o que quer. O iPod só faltou ser crucificado pelos fãs da Apple, que previram o fim da empresa com o lançamento daquele “player de MP3 inútil e caro”. O iPhone e o iPad foram recebidos com o mesmo ceticismo.

Henry Ford dizia que se fosse consultar os consumidores, eles diriam que queriam cavalos mais rápidos. Só que Ford não teve que aturar milhares de consumidores se unindo e apontando a idéia idiota de uma carruagem sem cavalos.

O Microsoft Surface NUNCA foi um concorrente do iPad, ele é concorrente do MacBook Air. Só que todo mundo, a mídia e o público o colocaram como iPad Killer. Se a Microsoft forçar essa linha, o fracasso será garantido: pra começar, o preço é incompatível, mas como convencer o consumidor disso?

Lançando um Surface limitado, com características de tablet, preço competitivo mas zero chances de dar certo. Todo mundo falou que o Surface RT era um bom equipamento mas não conseguiria rodar o Windows 8 full, as críticas, certeiras, só foram silenciadas quando saiu a versão definitiva do Surface Pro. Todos os reclamantes se sentiram atendidos, aquele sim seria “o” Surface, e tecnicamente ele é impecável.

No caso da Apple, era constante o mimimi querendo versões “populares”, algo que a Apple NÃO FAZ. Convenhamos, iPhones 4S têm custo ZERO para clientes com fidelização. Há opções de aparelhos uma geração atrás a preços BEM atraentes, a Apple não tem como baixar de zero o preço e ela não vai enterrar toda uma linha de aparelhos antigos mas excelentes, oferecendo a preço de banana seu último lançamento.

Só que dizer isso não adianta. As pessoas insistem que uma linha Apple Budget venderia, mesmo sendo um aparelho que todo mundo quer do bom e do melhor. O jeito foi… atender esse pessoal, com o iPhone 5c, uma versão mais barata em termos de acabamento, exatamente o que todo mundo falava que era “o” pulo do gato para a Apple conquistar mais mercados.

Claro, as pessoas que não pegavam iPhones de graça nos planos de fidelização comprariam um iPhone de prástico.

Não compraram, mas o pessoal que garantia que isso seria o sucesso mundial da Apple, ficou calado.

Minha percepção é que esses e outros produtos estão sendo criados como boi de piranha, Algo antes impensável e economicamente sem-sentido, hoje pode ser uma forma de manter as hordas bárbaras longe do bom nome de sua empresa. Com consumidores palpitando em partes do processo onde não deveriam meter o bedelho, é preciso gerenciar esse feedback, e nem sempre press releases resolvem.

É isso ou lançar o Surface Pro direto e ficar ouvindo o quanto uma versão mais simples, competindo com o iPad seria muito mais bem-sucedida. Faz sentido? Nem um pouco, mas também não faz sentido boicotar produtos que você não tem dinheiro para comprar, e é isso que a turma do PS4 está fazendo.

relacionados


Comentários