Meio Bit » Baú » Hardware » iPhone 5c desbotando: baixas vendas levam Apple a reduzir produção pela metade

iPhone 5c desbotando: baixas vendas levam Apple a reduzir produção pela metade

Cupertino notificou fabricantes na China para cortarem produção do iPhone 5c pela metade até o fim do ano: preferência pelo modelo mais caro, o iPhone 5s, seria o principal motivo!

16/10/2013 às 12:15

iphone-5c-sobrando

Quando a Apple anunciou o iPhone 5c, talvez a pergunta mais relevante feita na ocasião foi: sendo o modelo de 16 GB apenas 100 dólares mais barato que o 5s, o atual top de linha (ou o mesmo preço, se pegarmos a versão de 32 GB), um consumidor vai preferir comprar um smartphone que essencialmente é o iPhone 5, apenas com melhorias pontuais e capas coloridas?

A resposta é fácil: não. Ainda que seja um produto relativamente bonito (se você for um adolescente) era de se imaginar que o aparelho venderia bem menos do que o carro-chefe da Apple, até porque as atualizações que o 5s recebeu são mais significativas. Ambos aparelhos a princípio tenham vendido mais do que o concorrente direto Galaxy S4 (outro que não tem ido muito bem nas vendas, o que teria levado a Samsung a adiantar o lançamento do S5), mas o fato do 5c estar encalhando nas Apple Stores obviamente não está agradando. Para completar, redes de varejo como Walmart e Best Buy estão vendendo o smartphone dos Power Rangers com descontos generosos, chegando ao valor de US$ 49,99 com contrato.

Por conta disso, Cupertino já mandou ordens para empresas parceiras que fabricam o aparelho reduzirem a produção até o fim do ano, o que pode significar um corte pela metade de aparelhos produzidos, dos atuais 300 mil para 150 mil unidades por mês.

Duas empresas taiwanesas instaladas na China responsáveis pela montagem do iPhone 5c, Hon Hai e Pegatron já foram notificadas e tiveram a produção reduzida em 30 e 20% respectivamente. No caso da última, que é responsável pela manufatura de dois terços dos aparelhos, o corte causará uma ferida profunda que dificilmente será recuperada, o que em última análise pode causar uma onda de demissões. Empresas fabricantes dos componentes também já foram notificadas e a produção teve uma redução de 50%.

No fim das contas a campanha do “plástico aperfeiçoado” não convenceu. Na pior das hipóteses o que pode acontecer é a Apple pegar o excedente do iPhone 5c e desová-lo aqui, onde o preço praticado ajudaria a minimizar as perdas da empresa.

Fonte: Reuters.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários