Meio Bit » Baú » Games » John Carpenter, o apaixonado por games

John Carpenter, o apaixonado por games

O diretor John Carpenter, tão famoso pelos filmes de terror, fala sobre sua paixão sobre os games e revela alguns dos seus títulos favoritos.

09/10/2013 às 15:00

John-Carpenter

Ao contrário de muitos diretores de Hollywood, John Carpenter é um sujeito que diz abertamente que gosta de games e até já comentou sobre sua vontade de trabalhar numa adaptação do Dead Space. Como o responsável pelos clássicos Halloween e O Enigma de Outro Mundo vive citando jogos eletrônicos em sua conta no Twitter, o site Giant Bomb resolveu conversar com o diretor sobre o assunto e ele revelou algumas coisas legais.

“Meu filho fez eu me interessar pelos videogames. O primeiro jogo que me lembro de jogar obsessivamente foi o Sonic the Hedgehog. Cara, ele era difícil; sem checkpoints. Eu continuava morrendo seguidamente. A coordenação entre olhos e mãos era prejudicada na época. Com o passar dos anos eu melhorei. Tenho vários jogos favoritos. O Borderlands 2 é espetacular. Adoro o BioShock, a série Dead Space, o The Last of Us…”

Além de sugerir que Os Aventureiros do Bairro Proibido poderia virar um bom jogo, Carpenter também contou que gosta muito da série Silent Hill, mas que quando está jogando um título de terror, não fica prestando muita atenção em sua mecânica, procurando apenas se sentir imerso e ainda disse acreditar que os filmes não tem muito a aprender com os jogos, pois embora eles possuam algumas semelhanças, elas não estão na estrutura das mídias, já que são formas de arte diferentes.

Fico imaginando o quão gratificante deve ser para os profissionais que trabalharam nesses títulos saberem que uma lenda do cinema admira seu trabalho, principalmente por ser alguém cujas criações muito provavelmente lhes serviram de inspiração e diante desta paixão pelos games, acho que seria muito legal se algum estúdio contratasse John Carpenter para ajudar no desenvolvimento de um game de terror. Será que ele não teria algumas dicas valiosas para dar ou uma boa história para contar?

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários