Meio Bit » Baú » Games » Produtor do Tekken acha que PlayStation 5 não será um console

Produtor do Tekken acha que PlayStation 5 não será um console

Produtor da série Tekken diz acreditar que sucessor do PS4 não será um console, mas apenas serviço que usará o nome PlayStation.

09/10/2013 às 13:00

Katsuhiro-Harada

Sim, o PlayStation 4 ainda deverá ter um longo caminho pela frente, afinal ele nem foi lançado, mas o rumo que o mercado está tomando e alguns comentários feitos ultimamente por grandes executivos da Sony tem dado a entender que ele será o ultimo console fabricado pela empresa japonesa, hipótese defendida por Katsuhiro Harada, produtor da série Tekken.

Acho que no futuro a competição será no nível dos serviços, ao invés no de hardwares. A nuvem é mencionada constantemente e se os serviços na nuvem progredirem, chegará o dia em que restará apenas o nome do serviço.

O PlayStation 5 provavelmente não será um console, mas apenas uma tela e um controle. Então o que restará será apenas o nome do serviço. Poderá se chamar apenas ‘PlayStation Network’. O Steam definiu uma plataforma, mas ele não é um hardware, é o nome de um serviço.

Esta é exatamente a opinião que venho defendendo há algum tempo e achei interessante o Harada ter mencionado o Steam, já que nunca havia prestado a atenção em como ele acabou se tornando uma plataforma e por isso não acho absurdo pensar que as marcas PlayStation ou Xbox poderão se tornar algo parecido, passando a atuar como um sistema de distribuição digital e não mais como um videogame.

A verdade é que com o preço de desenvolvimento de jogos subindo e a quantidade de exclusivos diminuindo, muitas pessoas estão optando por um console muito mais pelos extras que eles oferecem e mesmo que o streaming de games ainda esteja longe de se tornar uma realidade para a maioria, quem acreditaria em 2003 que hoje seria tão fácil comprar jogos digitalmente?

Eu sei que corro o risco de ser apedrejado por isso, mas embora eu seja um grande apaixonado por consoles, tendo feito quase toda minha vida gamer neles, hoje os encaro muito mais como um atraso para a indústria, plataformas fechadas que pouco conseguem mudar ao longo de seus ciclos de vidas e se o fim deles será necessário para que qualquer um tenha acesso mais fácil ao catálogo da Sony ou da Nintendo, então que esses aparelhos permaneçam vivos apenas em nossas memórias ou nas estantes dos colecionadores.

Fonte: DualShockers.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários