Meio Bit » Baú » Games » Analistas alertam para possível quebra do mercado de consoles

Analistas alertam para possível quebra do mercado de consoles

Empresa de análise de mercado afirma que a quantidade de pessoas que já possuem mais de um console é grande e que por isso mercado pode estar perto de quebrar. Será?

04/10/2013 às 8:16

dualshock-crash

Algumas pessoas dentro da divisão de games da Microsoft tem defendido a ideia de que, com a chegada da próxima geração, o mercado de consoles deverá se expandir consideravelmente, mas para a empresa de análise de mercado Superdata, na verdade há uma boa chance de em breve presenciarmos o setor quebrar.

De acordo com os dados coletados por eles com 1.105 pessoas, 79% dos jogadores já possuem um console, sendo que neste grupo, a média é de 2,6 videogames por pessoa e o perigo é vermos a história se repetir:

Os veteranos da indústria se lembrarão do crash de 1983, quando o mercado de jogos estava saturado de hardware. Hoje a indústria corre um risco parecido. Com uma base instalada de consoles maior do que nunca, os consumidores poderão se mostrar resistente em adicionar mais videogames às suas salas de estar.

Há de se mencionar que o relatório reconhece que a quantidade de jogadores aumentou muito nos últimos anos, mas ele também cita que o hábito dessas pessoas mudou, com boa parte delas preferindo aparelhos que sirvam para outros propósitos, como os computadores e dispositivos móveis.

Para ilustrar essa tendência, a empresa afirma que em 2008 a quantidade de pessoas que jogavam principalmente em consoles era de 42%, sendo que hoje 51% dos gamers preferem dedicar seu tempo a jogar no PC, com os consoles possuindo apenas 30% da preferência.

Embora eu nunca veja esse tipo de previsão como um motivo para nos preocuparmos seriamente, acho a informação interessante e não há como ignorar que talvez os consoles nunca tenham se visto tão ameaçados. As chances de vermos mais computadores como plataformas de jogos na sala e até de tablets e celulares se transformarem em consoles é bastante real e ainda não podemos ignorar a situação financeira em que se encontra o planeta.

Com isso quero dizer que a próxima geração fracassará? Não, mas apesar das pré-vendas que estão quebrando recordes, é bastante significativo o número de comentários que tenho lido em relação a pessoas que não pretendem adquirir um novo videogame tão cedo e mesmo sabendo que isso poderá mudar bastante após o lançamento do Xbox One e PlayStation 4, quem aí não tem uma grande quantidade de jogos da atual geração que ainda gostaria de aproveitar?

Fonte: GamesIndustry.

relacionados


Comentários