Meio Bit » Baú » Indústria » Top 10 dos países mais caros para se comprar um iPad. E até nisso a Argentina quer ficar na frente.

Top 10 dos países mais caros para se comprar um iPad. E até nisso a Argentina quer ficar na frente.

Lista aponta quais são os 10 lugares mais caros do mundo para se comprar um iPad de 16 GB, com Wi-Fi e Tela Retina.

30/09/2013 às 13:30

iPad1

Não basta toda discussão de Pelé contra Maradona. Não basta o Lionel Messi ganhar a bola de ouro por anos seguidos. Não basta o ranking da FIFA, o sorvete do Freddo, a produção de cinema e nem mesmo o Papa. Parece que a ambição da Argentina em ficar à frente do Brasil chegou até às listas mais controversas da tecnologia.

Mas antes de continuar, vale dizer que “caiu-na-net” imagens do que pode vir a ser o iPad 5, divulgadas pelo site Geeky Gadgets, baseadas em uma publicação do site SW-Box. Segundo um comparativo, seu tamanho deve ser menor que do iPad 4. A data de lançamento deve ser mesmo dia 15 de outubro, ao menos nos EUA.

Bom, muitos de nós estamos ansiosos para colocar as mãos no novo tablet da Apple, mas uma dúvida que sempre vem à mente é: será que custa caro? E, bem, se você mora em países como o Brasil, Argentina e, veja só, a Dinamarca, a resposta é: sim. Muito caro.

Veja a tabela, descrita em US$, de quanto custa o iPad de 16 GB, com Wi-Fi e Retina Display, nos 10 países mais caros do mundo:

2013-09-30_iPad-Prices-1

Todos os dados vieram de um relatório publicado pela CommSec, que engloba valores válidos até o final do último mês de setembro, com adequações de câmbio. Veja mais informações no vídeo abaixo:

http://www.youtube.com/watch?v=nKZkPKuzRd8

Para efeito de comparação, nos EUA ele custa US$ 499. E a diferença entre o iPad na Argentina (US$ 1.094,11) e no Brasil (US$ 791,40) é de US$ 302,71. Ou, no dólar de hoje, algo em torno de R$ 680,55 ou 1.754 pesos argentinos. Será que, dadas as proporções, existem hermanos que compram iPads no Brasil, como há brasileiros que compram nos EUA?

E, na opinião de vocês, o que é preciso ser feito para que o preço de produtos eletrônicos seja mais barato no Brasil? Deixe sua opinião nos comentários.

Fonte: Mashable.

relacionados


Comentários