Meio Bit » Baú » Miscelâneas » Bill Gates admite que o Ctrl+Alt+Del foi “um erro” e culpa a IBM

Bill Gates admite que o Ctrl+Alt+Del foi “um erro” e culpa a IBM

Bill Gates explica que o atalho mais famoso do Windows durante algum travamento foi introduzido pela IBM, que foi contrária a sua ideia de garantir o acesso através de apenas um botão como ele queria!

26/09/2013 às 12:00

bill-gates

Não há nenhuma criatura na face da Terra que não tenha utilizado o famigerado Ctrl+Alt+Del ao menos uma vez na vida. O procedimento que ficou popular por forçar o reset da máquina e que hoje é mais utilizado para acessar o Gerenciador de Tarefas inicialmente foi desenvolvido para que usuários pudessem realizar um login seguro e programadores tivessem um acesso rápido ao SO de forma reduzida. Introduzido nos primórdios do IBM PC, ainda hoje o atalho é necessário para se poder utilizar computadores corporativos.

Questionado o por quê dessa complicação durante um bate-papo em Harvard, o fundador da Microsoft e filantropo Bill Gates disse que a inclusão do atalho foi “um erro” e a IBM é a culpada.

Quando a IBM e Microsoft estavam desenvolvendo o primeiro PC os computadores não eram conhecidos por sua extrema estabilidade, muito pelo contrário. Os desenvolvedores ainda estavam engatinhando e travamentos eram comuns. A intenção por trás do atalho era evitar acessos indesejáveis além de facilitar o desligamento forçado, mas Bill queria que o acesso pudesse ser feito com um só botão, algo que o engenheiro da IBM David Bradley não quis implementar. Vale a pena acompanhar toda a conversa mas se quiser ver apenas o trecho, pule para 16 min 30 s:

Uma coisa a se considerar aqui é que Gates está tentando tirar o seu da reta, pois para Bradley a função foi pensada como uma combinação de teclas simplesmente porque era para ser utilizada por desenvolvedores e pessoal de alto nível, e não pelo usuário final. Considerando a estabilidade das máquinas na época, o atalho foi uma alternativa fácil de forçar o reset e permitir que o usuário entrasse com os códigos de programação do MS-DOS. Em sua opinião, o fato do atalho ter caído no uso popular e ter sido associado à erros do sistema é culpa inteiramente da Microsoft, ou como ele colocou no vídeo abaixo divulgado em 2011, "nós o criamos, mas Bill o tornou famoso".

P.S.: a cara do Bill é impagável.

Fonte: The Verge.

Leia mais sobre: , , , , , .

relacionados


Comentários