Meio Bit » Baú » Games » Inafune defende atraso do lançamento do Xbox One no Japão

Inafune defende atraso do lançamento do Xbox One no Japão

Criador do Mega Man diz que entende a demora para o Xbox One chegar ao Japão e afirma que o correto é Microsoft focar nos mercados onde as vendas serão maiores.

20/09/2013 às 8:30

xbox-japan

Quando a Microsoft anunciou que o Xbox One só chegará ao Japão no início de 2014, muitas pessoas acharam que a fabricante havia desistido do país, o que nem seria tão surpreendente, se considerarmos o desempenho que tiveram por lá com seus dois primeiros consoles, mas para Keiji Inafune, a postura da fabricante é compreensível e até mesmo sensata.

Eu não faço parte de uma companhia ligada exclusivamente a uma plataforma, então isso é apenas algo que estou supondo, mas se você olhar para a parcela que o mercado japonês possui atualmente quando se trata de consoles, ela continua diminuindo, a ponto de não estar nem acima de 10%.

Então, chegar ao Japão tardiamente – depois da Europa e da América do Norte – por mais que eu não goste disso como um criador japonês, faz sentido priorizar os mercados que naturalmente terão uma base instalada maior e vendas maiores. Só porque é a Microsoft… Eu não a contaria como estando de fora, mesmo que não tenham tido um bom número de vendas. Isso não significa automaticamente que falharão da próxima vez.

A opinião de Inafune se torna ainda mais interessante se lembrarmos que o Brasil se encontra no grupo de países onde o XBox One será lançado primeiro, o que mostra a força do nosso mercado, mas que não podemos ignorar, onde a marca Xbox possui muito mais relevância do que no Japão.

Também vale dizer que o PlayStation 4 só será lançado na Terra do Sol nascente em fevereiro de 2014 e por isso acho que seria importante se o Xbox One conseguisse chegar lá alguns meses antes, algo que poderia ajudar a Microsoft a conquistar algumas desenvolvedores e consequentemente consumidores, mas no fim das contas, fica a constatação de que a indústria japonesa está realmente muito mal das pernas.

Fonte: IGN.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários