Meio Bit » Baú » Games » Para Inafune, indústria japonesa está piorando

Para Inafune, indústria japonesa está piorando

Criador do Mega Man volta a criticar indústria japonesa e diz que situação só piorou desde a última vez em que falou sobre o assunto.

06/09/2013 às 11:30

keiji-inafune

Logo após a E3 de 2010 Keiji Inafune deu uma declaração onde criticava duramente a situação da indústria japonesa, na época dizendo que ela estava desaparecendo. Eis que três anos depois o criador do Mega Man volta a falar sobre o assunto, mas se engana quem esperava que ele estivesse mais otimista.

Em última análise a situação está pior do que quando falei anteriormente e isso é uma vergonha. Porém, há opções por aí e há muitas opções que os desenvolvedores japoneses independentes podem buscar para obter controle, para ter suas própria propriedades intelectuais, etc.

O Kickstarter é uma dessas fantásticas opções e um dos motivos pelo qual me interessei em realizar um Kickstarter não foi simplesmente porque poderia me conectar com os fãs, mas também porque poderia mostrar aos outros desenvolvedores independentes que há um caminho, que há opções.

A campanha a que se refere Inafune é aquela que dará vida ao Mighty No. 9, jogo que deverá servir como sucessor espiritual do Mega Man e que estando no ar há apenas 4 dias, já arrecadou mais de 1,47 milhão de dólares, comprovando o desejo dos fãs por um novo jogo do Bombardeiro Azul.

Para mim é evidente que os jogos japoneses perderam relevância nos últimos anos, já que a maior parte dos grandes arrasa-quarteirões lançados hoje em dia são criados no ocidente, mas não concordo muito com a ideia de que eles desaprenderam a fazer bons jogos e títulos mais recentes como Vanquish, Dragon's Dogma e Gravity Rush servem para me fazer acreditar nisso.

Fonte: Gamespot.

relacionados


Comentários