Meio Bit » Baú » Mobile » Apple rejeita iBoobs, reforçando imagem de frutinhas

Apple rejeita iBoobs, reforçando imagem de frutinhas

23/12/2008 às 13:47

Está ficando difícil defender a Apple, e se continuar assim vou ser obrigado a colar um adesivo do Vista em cima da maçã de meu Macbook, do contrário minha reputação estará em jogo.

As constantes calúnias de que usuários Apple praticam atividade retrofuricular recreativa não são refutadas, quando a própria empresa rejeita aplicações para o iPhone que envolvam criaturas fêmeas do sexo feminino, mesmo simuladas.

Em nome de uma moralidade completamente contrária a um sujeito que viveu os anos 70, Steve Jobs baniu todo e qualquer conteúdo levemente “questionável” da App Store, e quando tenta-se agradar todo mundo não ofendendo ninguém, nivela-se tudo por baixo. O resultado é um produto pasteurizado, sem gosto, sem sal, sem mojo. Sem tesão.

A Apple está parecendo aquele calouro que entrou na faculdade, descobriu-se de esquerda, assumiu a culpa burguesa por tudo de errado no mundo e agora patrulha todo mundo. Se alguém fala que “A Renatinha é gostosa”, o sujeito cai em cima dizendo que essa objetificação da mulher é fruto do capitalismo, que a Renatinha merece respeito enquanto ser humano, bla bla bla. Obviamente nosso amigo NUNCA vai traçar a Renatinha com esse discurso.

A última vítima da sanha moralista da Apple é uma aplicação chamada iBoobs:



Como você pode ver, não faz nada demais. Os desenvolvedores queriam sofisticar o produto, mudando texturas, tamanhos, utilizando a interface de toque, mas como a Apple rejeitou a aplicação, o desenvolvimento foi parado.

Curioso, na Cruzada Moralista de Steve Jobs, é que não há problema o iPhone ter aplicações que simulam consumo de bebidas alcoólicas, sendo que alcoolismo mata muito mais do que tufas.

Fonte: Gizmodo

relacionados


Comentários