Meio Bit » Baú » Hardware » Supercomputador no desktop

Supercomputador no desktop

22/12/2008 às 11:26

É o que temos hoje, e consome muito menos energia, processa muito mais informação e mostra como evoluímos, em relativamente pouco tempo. Uma ATI Radeon 4870 tem 1 trilhão de operações de ponto flutuante por segundo, numa única pastilha de silício.

Hoje a maioria de nós tem máquinas desktop muito superiores aos antigos supercomputadores com exportação controlada. Usamos CPUs com dois núcleos, máquinas 2 GB de memória e isso tudo por uns R$ 2.000,00.

O computador mais rápido do mundo, entre 1985 e 1990 era o Cray-2, com uma capacidade de processamento de 1.9 GFLOPS, ou seja, 1.9 bilhões de operações de ponto flutuante por segundo. Em 1988, o Cray 2/4-512 já era uma versão melhorada do original e custava US$ 17.000.000,00 (dezessete milhões de dólares).

E quanto de memória essa enorme máquina refrigerada a Fluorinert tinha? Para a época, revolucionários 4GB e 4 CPUs. Nada mal para 1988.

Cray2

Cray – 20 anos Depois

O computador mais rápido do mundo para aplicações civis, no momento, é o Cray XT Jaguar, com 1.64 quatrilhões de operações por segundo (petaflops). Será que teremos isso rodando em nossos PCs em uns 15 anos? Se olharmos para 1988, eu diria que até mais do que isso e sem precisar de uma usina de força.

O Jaguar usa 45 mil processadores AMD Opteron e 362 terabytes de memória e consome 6.950 KW de energia e dizem que roda Crysis a 100 frames por segundo. O supercomputador mais rápido do mundo, é o IBM RoadRunner, do Los Alamos National Laboratory. Ele é um híbrido de CPUs Opteron e processadores Cell de alta performance. Um dos seus principais usos é o desenvolvimento e manutenção do arsenal nuclear americano.

A União faz a força – Supercomputação com o PlaysStation 3

O maior supercomputador da atualidade é na verdade a união de dezenas de milhares de consoles PlayStation 3. Ontem, 20/12/2008, o projeto [email protected] atingiu a marca de processamento de 4.61 petaFLOPS, a maioria desse processamento vindo das GPUs ociosas do PS3.

relacionados


Comentários