Meio Bit » Baú » Internet » ONG inglesa coloca Wikipedia na lista-negra da pedofilia

ONG inglesa coloca Wikipedia na lista-negra da pedofilia

Coitados dos alemães, o pessoal adora judiar deles. Nem se recuperaram daquele político ex-agente da STASI que tentou fechar a Wikipedia, agora cai outra acusação em cima do país.A Internet Watch Foundation, uma organização de combate à pedofilia colocou servidores alemães da Wikipedia em sua lista negra de

08/12/2008 às 12:35

Coitados dos alemães, o pessoal adora judiar deles. Nem se recuperaram daquele político ex-agente da STASI que tentou fechar a Wikipedia, agora cai outra acusação em cima do país.

A Internet Watch Foundation, uma organização de combate à pedofilia colocou servidores alemães da Wikipedia em sua lista negra de sites que distribuem pornografia infantil. A maioria dos provedores ingleses usa a lista e assim a Wikipedia ficou bloqueada ou de difícil acesso para milhões de anglo-internautas.

A fonte da terrível pornografia infantil na Wikipedia? Um artigo sobre o álbum Virgin Killer, do Scorpions. Isso mesmo. Um disco de 32 anos atrás, que mostra uma garotinha pré-adolescente pelada, com um efeito gráfico tampando a (em breve) perseguida. Ou, nas palavras da Fundação, uma imagem "indecente potencialmente ilegal de uma criança"

A capa também está disponível naquele terrível e ilegal antro de kid pr0n, devassidão e perversidade, amazon.com.

O problema com essas "organizações" é que rapidamente deixam de ser úteis e se tornam patrulhas orwellianas, reescrevendo a História e reformatando a sociedade, de acordo com SEU ponto de vista. Não duvidem que a próxima vítima seja a famosa capa do Nirvana, representada ao lado.

A Wikipedia, como toda mídia social é um alvo suculento, não tem boa capacidade de defesa e a variedade de seus membros garante que -se feita uma busca- encontraremos alguma sujeira, "validando" qualquer acusação.

Enquanto isso os vencedores são os pedófilos profissionais, escondidos em listas de discussão e no eMule, onde ninguém pensaria em procurá-los.

Fonte: The Local

relacionados


Comentários