Meio Bit » Baú » Games » Relembrando: QuackShot

Relembrando: QuackShot

08/12/2008 às 9:43

Eu tenho que admitir, nunca fui fã do Pato Donald. Não quero dizer com isso que não gostava da ave, mas também não posso dizer que era um dos meus personagens favoritos da minha infância.

Quando um dia cheguei na locadora e vi a caixinha de um jogo chamado QuackShot, confesso que não dei muita bola e acabei alugando outro título. Contudo, ao voltar dias após na mesma locadora vi um moleque jogando o game e pensei: Puxa! Esse jogo parece legal. Tratei de fazer a locação e para minha surpresa acabei levando para casa um dos melhores jogos do Mega Drive.

dori_quc_08.12.08

QuackShot nitidamente se inspira no sucesso alcançado pelos filmes do arqueólogo Indiana Jones. Aqui o Pato Donald vive uma aventura em busca de um tesouro. A inspiração é tão evidente que próximo do final do game é temos que passar por uma fase que possui um piso invisível, muito parecido com a cena vista em A última Cruzada, sem falara na roupa e nos título do jogo que usava o mesmo estilo dos filmes.

Embora o jogo parecesse um típico game de plataformas, QuackShot guardava algumas peculiaridades. O jogador deveria evoluir o lançador de desentupidor de pias para dessa forma acessar lugares antes inatingíveis das fases, resolver puzzles e os estágios eram bastante variados, muitos baseados em lugares reais, como o Egito e o Pólo Sul.

Desenvolvido pela própria Sega, o jogo teve na sua equipe de produção os mesmos responsáveis por outro clássico, o Castle of Illusion, porém, o jogo do pato temperamental era visivelmente melhor, principalmente devido a sua mecânica diferenciada em relação aos games de aventura da época.

Lançado no longínquo ano de 1991, QuackShot contava com bons gráficos, uma ótima trilha sonora e com certeza ficou na memória da maioria dos jogadores que tiveram a oportunidade de por as mãos nele. A Sega ainda lançou para o Master System uma versão modificada do jogo com o título The Lucky Dime Caper.

relacionados


Comentários