Meio Bit » Baú » Games » A falta de criatividade na indústria

A falta de criatividade na indústria

28/11/2008 às 9:47

Vocês conhecem um desenho chamado Ben 10? Me perdoem a ignorância, mas embora eu já tenho ouvido falar na animação, tenho que admitir que não faço a menor idéia do que se trata. Mesmo adorando desenhos, este é um dos que nunca me atiçou a curiosidade.

Bom, hoje vi uma notícia a cerca do primeiro jogo baseado na franquia que me deixou atônito. Imagine você que somada todas as versões disponíveis (Wii, PSP, PS2 e DS), Protector of Earth já vendeu mais de 2 milhões e meio de unidades (!?!).

Pois bem, mesmo entendendo que se trata de uma moda entre as crianças e que o jogo pode fazer a alegria da molecada, acho impressionante como o simples ato de criar um jogo usando como plano de fundo uma marca de sucesso seja suficiente para arrecadar alguns milhões de dólares. Não cheguei a ver o jogo, mas a julgar pela média do Metacritics, não se trata de uma pérola.

dori_BEN_28.11.08 Veja bem, não estou dizendo que as pessoas que compraram o game estejam errada. O que questiono aqui é porque certos jogos fabulosos não venderam bem. Vamos pegar alguns exemplos recentes. Embora não esteja no mercado a tanto tempo, de acordo com o site VG Chartz, o tão elogiado Mirror´s Edge vendeu apenas 200 mil cópias (aqui e aqui). Peguemos então um jogo mais antigo, o excelente Super Paper Mario. Você sabe quantas unidades ele já vendeu? Apenas 20 mil jogos a mais do que o “fenômeno” Ben 10: Protector of Earth. Quer outro exemplo? Saiba que o segundo God of War teria vendido pouco mais de 2.3 milhões de unidades.

Portanto caros amigos, se você é um dos que reclama da falta de criatividade e inovação por parte da indústria de games, é bom se preparar. A tendência é que a situação não mude e ainda teremos que ver muitos “Ben 10” por aí…

[via GamesIndustry]

relacionados


Comentários