Meio Bit » Baú » Fotografia » Patrocínio Microsoft - e não é Caracu

Patrocínio Microsoft - e não é Caracu

24/11/2008 às 20:01

Não, não é do MeioBit. Nós já tentamos vender mas o Ballmer queria pagar em ações do Yahoo. O patrocínio é para a série The Guild, no YouTube, estrelada, criada, dirigida e escrita pela Felicia Day, essa ruiva geek com ares MILFescos que também é atriz de verdade, tendo aparecido em Buffy, House e várias outras séries.

felicia The Guild conta o dia-a-dia de um grupo de gamers de uma guilda, e é popular o bastante para ter mais de 10 milhões de exibições no YouTube, apesar de ser curtinha e ser feita com orçamento de conserto de geladeira.

Só que com o sucesso não veio dinheiro, Felícia vivia esticando o peniquinho pedindo doações via PayPal.

Uma mente inteligente na área de Games da Microsoft se tocou que o público-alvo deles era exatamente a demografia do programa. Então propuseram um acordo: Redmond patrocinaria a série, com direito a orçamento até para um especial de natal.

Em troca os episódios seriam exibidos primeiro no XBoxLive, na MSN e no Zune. Um mês depois, estariam liberados para quem quiser, di grátis, no Site Oficial da Série.

Felicia mantém todos os direitos sobre a série e os personagens, além de faturar a maior parte da publicidade do site oficial.

Só quem perde é o YouTube, pois quando os episódios chegarem lá já serão notícia velha, os gamers terão assistido direto de seus consoles.

A iniciativa é interessante, e de um certo ponto de vista é novidade. Todas as tentativas de publicidade na Web caem nos modelos tradicionais, seja patrocínio seja merchandising, seja product placement. Desta vez o patrocinador está bancando a produção E é o próprio meio de exibição. Seria como a Globo bancar uma novela, exibir e só colocar propaganda dela mesma nos intervalos.

Do ponto de vista de mídia tradicional é suicídio, do ponto de vista online é… viável.

Viável e vai direto na estratégia de transformar o XBox em um Media Centre, coisa que a Microsoft vem planejando faz muito tempo. Imaginem não só uma, mas várias das boas séries online, e no futuro até séries convencionais. Com 12 milhões de assinantes (dados de Maio de 2008) a XBox Live é uma rede de respeito. CSI:NY tem em média 5,3 milhões de espectadores.

A questão, como todo usuário de torrent sabe, não é exclusividade. É agilidade. Não importa se o episódio está disponível em 500 sites diferentes. Importa é que ele está disponibilizado no meu site antes, e com isso um zilhão de fãs ávidos virão assistir aqui. Os outros sites? São para os retardatários.

Fonte: Blog da Felicia

relacionados


Comentários