Meio Bit » Arquivos » Games » Relembrando: Streets of Rage

Relembrando: Streets of Rage

24/11/2008 às 10:13

dori_sor_20.11.08 Quem é das antigas com certeza se lembrará de uma época em que as brigas de rua eram comuns nos videogames. Mas não estou falando de arranca-rabos entre dois valentões metidos a fortões se enfrentando, estou me referindo a uma horda partindo para cima de um, no máximo dois lutadores. Esses games ficaram conhecidos como Beat 'em ups e gostaria de falar um pouco daquele que para mim é o melhor deles, Streets of Rage.

No final da década de 80, a Capcom surpreendeu o mundo com um clássico chamado Final Fight lançado nos fliperamas. O jogo possui uma grande variedade (para a época) de personagens na tela e o que mais chamava a atenção era o tamanho dos sprites. Pouco depois a produtora converteu o jogo para o Snes e para não ficar para trás, a Sega preparou uma resposta lançando em 1991 para o Mega Drive, nascia ali o Streets of Rage.

Para a tarefa, a Sega designou alguns dos membros do Team Shinobi e os envolvidos resolveram utilizar uma versão bastante modificada da engine de outro clássico, Golden Axe. A produção teve início e foram reaproveitados algumas imagens e músicas do The Revenge of Shinobi.

dori_sor4_20.11.08 Mas ao falarmos de Streets of Rage, é impossível não citarmos o nome do compositor das músicas do game, Yuzo Koshiro. O mestre Koshiro fez um trabalho magnífico no jogo e ele é considerado como tendo uma das melhores trilhas da história dos games. É inegável que parte da mística de SoR esteja nas ótimas canções.

Em se tratando de gráficos, embora o jogo da sega não tivesse personagens tão grandes quanto os de Final Fights, a quantidade de movimentos, os belíssimos cenários e a variedade de inimigos conseguiam bater de frente com o rival, porém, uma característica fazia o SoR ser melhor. Nele era possível jogar em duas pessoas, modo que foi retirado da versão do Beat 'em up da Capcom no Snes.

1205854511-00 Depois de anos uma versão para o Master System e outra para o Game Gear foram lançadas, muito inferior a original é verdade, mas que se levado em consideração a capacidade dos videogames eram muito boas. O Mega Drive também recebeu duas continuações, sendo que a primeira é tida por muito como a melhor versão da série.

Quase 18 anos após sua estréia, milhares de jogadores ao redor do mundo clamam por uma quarta versão da franquia, mas se a Sega decidir que ela deverá ser em três dimensões, sinceramente, espero que não seja lançada.

relacionados


Comentários