Meio Bit » Arquivos » Indústria » Novo Internet Explorer Mobile: Epic Fail à vista

Novo Internet Explorer Mobile: Epic Fail à vista

20/11/2008 às 15:56

Se dependesse da Microsoft navegação em dispositivos Windows Mobile seria um pesadelo. O Pocket Internet Explorer já foi um bom navegador, mas nos dias de hoje ele é muito, muito ruim. Não digo ruim comparado com o Safari no iPhone, digo ruim comparado até com um bloquinho de papel e um pedaço de carvão.

Por sorte existem alternativas. Digo, existe uma alternativa, o Opera, que no mercado Mobile é imbatível em termos de penetração, e se não é o passeio no parque do iPhone, a culpa é do hardware, não do software.

Percebendo isso a Microsoft resolveu atualizar o Internet Explorer do Windows Mobile. Há boatos até de que eles basearão a nova versão no Webkit. Excelente, nós merecemos. Ou não?

Não. Vejam o que foi dito no blog de desenvolvimento do Windows Mobile:

“Em relação a disponibilizarmos o Internet Explorer Mobile como um download separado ou atualização, as experiências de mídia que o IE Mobile permite exigem dispositivos avançados, poderosos. É por isso que não estará disponível como update ou download para aparelhos atuais, mas sim será disponibilizado em telefones novos”

Como assim, Bial?

Então vejamos: Eu tenho um HTC Touch, que roda perfeitamente a última versão do Opera Mobile, tenho um Dell X51v velhinho que roda tudo inclusive o Minimo, aquela versão cancelada do Firefox para Windows Mobile, e vocês vêm me dizer que vou precisar de um novo telefone para rodar seu maravilhoso browser que ninguém usa? (No mundo mobile é o IE, não o Opera)

OK, digamos que eu comprei um Xperia, zero km, o aparelho Windows Mobile mais lindo de todos os tempos. Querem me dizer que ele é incapaz de rodar seu programa? Apesar de rodar todos os outros?

xperia

Agora a explicação: A Microsoft não costuma disponibilizar atualizações diretamente. Ela passa para os fabricantes que por sua vez escolhem distribuí-las via seus programas de suporte. Só que isso é o equivalente a dar a chave do Harém pro Don Juan DeMarco. Vejamos a lógica:

A StallmanPhone Corp vende… telefones. Ela recebe um novo e revolucionário programa. Pode distribuir gratuitamente para seus usuários, aumentando assim a utilidade e sobrevida dos aparelhos atuais OU pode instalá-lo somente nos aparelhos que vai lançar no final do ano, fazer uma campanha dizendo que os aparelhos antigos estão obsoletos e que para experimentar a mais moderna e maravilhosa experiência mobile, você precisa do StallmanPhone 3000, seu por apenas US$799,99. plus taxes.

Algumas empresas não trabalham assim, a Nokia por exemplo disponibiliza inclusive aplicações gratuitas para facilitar a atualização do firmware de seus aparelhos, já outras como a Dell só disponibilizavam atualizações em casos extremos.

Quem sai perdendo nessa é o consumidor, que tem que correr atrás de alternativas, e a própria Microsoft, que se tornou refém dos “parceiros”, e não pode brigar para assumir a liderança do mercado de navegadores dentro do próprio ambiente que criou e em teoria controla.

Fonte: Pocketnow

relacionados


Comentários