Meio Bit » Baú » Games » Número de jogadores de Dragon Ball FighterZ no PC caiu 80%

Número de jogadores de Dragon Ball FighterZ no PC caiu 80%

Apenas duas semanas após seu lançamento, o Dragon Ball FighterZ registrou uma queda de 80% no número de pessoas que tem jogado no PC. Porém, o jogo é tão bom que você não deveria se incomodar com isso.

14/02/2018 às 14:30

Apesar de ainda estarmos no início do ano, não seria exagero apontar o Dragon Ball FighterZ com um dos principais lançamentos de 2018. Descrito por muitos como o melhor jogo baseado em um animê, a criação da Arc System Works tem conquistado mesmo aqueles que não gostam muito do desenho e a mistura de belos gráficos com uma jogabilidade sólida e acessível tem um forte papel nisso.

Com uma ótima aceitação tanto por parte da mídia quanto do público, o jogo bateu o recorde da franquia, tendo vendido mais de dois milhões de cópias só na primeira semana e tamanho sucesso pôde ser visto no número de pessoas que se divertiam em suas arenas. O Dragon Ball FighterZ se tornou o jogo de luta mais jogado no Steam, com 44 mil jogadores jogando simultaneamente no seu lançamento. Porém, o interesse por ele caiu mais rápido do que poderíamos imaginar.

Segundo o site GitHyp, no último final de semana apenas 9 mil pessoas foram vistas encarando o título, uma queda de 80% em relação ao ápice registrado nos primeiro dias. Um motivo exato para uma diminuição tão brusca não é conhecido, mas especula-se que o sistema de lobby adotado pelo game não tenha agradado ou até que os novatos tenham se cansado de virar saco de pancadas nas partidas PvP.

O fato é que esse tipo de situação não chega a ser surpresa, já que o Tekken 7 sofreu do mesmo mal. Antigo detentor do recorde de jogadores simultâneos em jogos de luta, quando quase 19 mil pessoas se divertiram na versão para PC, o título da Bandai Namco também viu sua base de jogadores cair por volta de 80%. A diferença aqui é que enquanto no Dragon Ball FighterZ isso aconteceu em apenas duas semanas, no outro título a drástica diminuição levou dois meses para acontecer.

O que poderá fazer com que o interesse pelo Dragon Ball FighterZ retorne é o longo plano de lançamento de DLCs para ele, o que trará novos personagens para o game. Também poderá contribuir para isso a presença do título na EVO 2018, principal competição do gênero. Por sinal, uma das atrações do torneio deverá ser a participação de Tomoko Hiroki, ninguém menos do que a produtora do Dragon Ball FighterZ.

Enfim, seja com mais ou menos pessoas jogando o Dragon Ball FighterZ, se você gosta de jogos de luta e quer um conselho, é pra que dê uma chance ao game. Apesar de ainda ter poucas horas dedicadas ao título, já pude ver que existe muita qualidade ali e potencial para nos divertir por muito tempo. Dá até pra jogar com o Sonic =]

Fonte: Bleeding Cool.

relacionados


Comentários