Meio Bit » Baú » Internet » Kibaram o Obama

Kibaram o Obama

16/11/2008 às 16:39

Alguns desavisados acreditam que a popularidade é suficiente para proteger a propriedade intelectual de um produto, pois “ninguém roubaria algo que todo mundo conhece”. Mais ou menos. Plágio acaba acontecendo independente da notoriedade do material copiado, e a cara-de-pau não tem limites.

Vejam por exemplo Barack Obama, primeiro negro eleito Presidente dos EUA, apesar dos alertas de Hollywood, que nos avisou que isso sempre acaba em desastres apocalípticos. Quem plagiaria algo de um sujeito que é o centro das atenções da mídia mundial? Quem kibaria descaradamente um dos sites mais acessados do mundo?

obamakibado

Benjamin Netanyahu, candidato a Primeiro-Ministro de Israel, conservador e oposto político de Obama.

O site oficial de campanha de Netanyahu é uma imagem espelhada do de Obama (hebraico é lido da direita para a esquerda, então o espelhamento faz sentido). Foram copiados layouts, ícones e até fontes.

Pior: Copiaram a estratégia online do candidato, com direito a páginas no Facebook, vídeos no YouTube e até Twitter, embora Israel tenha uns 2000 usuários, a ferramenta não pegou por lá.

Ron Dermer, um dos estrategistas de campanha de Netanyahu foi cara-de-pau o bastante para dizer que “A imitação é a maior forma de elogio”.

Então tá.

Fonte: The New York Times

relacionados


Comentários