Meio Bit » Games » Vem aí uma nova ameaça ao reinado do Steam (será?)

Vem aí uma nova ameaça ao reinado do Steam (será?)

Ainda esta semana deve ser anunciado o WeGame, novo sistema de distribuição digital da Tencent, empresa chinesa que é dona da Riot Games e é considerada a maior da indústria de games.

3 anos atrás

tencent-games-platform

Quantas vezes você já ouviu alguém dizer que o Steam está prestes a receber um concorrente que tem boas chances de ameaçar seu reinado? Pois se até agora nenhuma companhia conseguiu chegar perto do serviço da Valve, muitos estão apostando que dessa vez a história será diferente. O responsável pela possível façanha? Um monstro chamado Tencent.

Apontada como uma das 10 maiores companhias do mundo (e a maior da indústria de games), estando avaliada em quase US$ 280 bilhões, a gigante chinesa é mais conhecida dos jogadores por ser a dona da Riot Games e por possuir boa parte da Epic Games. Além disso, no ano passado eles desembolsaram impressionantes US$ 8,6 bilhões para adquirir o estúdio responsável pelo Clash of Clans e pelo jeito as investidas não pararão por aí.

Isso porque de acordo com o analista Daniel Ahmad, na próxima quinta-feira (20) a companhia anunciará uma grande reformulação no Tencent Games Platform, seu serviço de distribuição digital que passará a se chamar WeGame e principalmente, será disponibilizada para todo o planeta.

Contando atualmente com mais de 200 milhões de usuários, a ideia é permitir que o novo aplicativo encurte a distância entre os desenvolvedores e os usuários, algo que o Steam tem tentado há algum tempo e que os chineses esperam ser uma das suas principais qualidades.

Outro grande chamariz para o WeGame poderá ser a provável inclusão do League of Legends, um dos jogos mais populares do planeta e como a Tencent também possui 5% da Blizzard, conseguir disponibilizar pela sua loja alguns gigantes como Hearthstone, Overwatch e World of Warcraft poderia fazer toda a diferença. Porém, acho isso muito difícil de acontecer.

Aliás, a grande dúvida por enquanto recai justamente sobre a biblioteca do WeGame, pois acredito que de nada adiantaria um serviço cheio de recursos bacanas e até com bons preços, mas que não possui uma quantidade minimamente razoável de jogos sendo vendidos. É verdade que isso pode aumentar com o tempo, mas se a Tencent realmente almeja concorrer com o Steam, acho que a primeira impressão deve ser a melhor possível.

Na minha opinião, qualquer empresa que queira desafiar o serviço da Valve terá uma dura missão pela frente, com outras gigantes como EA. Ubisoft e até a Microsoft tendo falhado miseravelmente nessa tarefa. Por outro lado, estamos falando de um novo competidor que tem muito dinheiro para gastar e a minha dúvida é: quanto eles estariam dispostos a queimar para buscar esse objetivo?

Fonte: PVP Live.

relacionados


Comentários