Meio Bit » Hardware » U Ultra e U Play, os novos smartphones da HTC

U Ultra e U Play, os novos smartphones da HTC

HTC apresenta seus novos smartphones: o top U Ultra, com duas telas e acabamento premium e o intermediário U Play; ambos “fizeram a Apple” e aboliram o conector de fone de ouvido.

12/01/2017 às 9:33

HTC U Ultra

A HTC não deu muita bola para a CES 2017, preferindo apresentar seus novos smartphones na semana seguinte talvez para não dividir as atenções. Não que fosse necessário, tanto o high-end U Ultra quanto o mid-high U Play são dispositivos bem interessantes, que herdam o design da companhia taiwanesa e introduzem novos elementos.

Como o nome sugere a inclusão da letra “U” faz alusão a aparelhos mais íntimos e que “escutam o usuário” (“it listens to U”, é o que diz a campanha) graças à introdução de sua própria assistente pessoal, a HTC Sense Companion (e eu achava “Google Assistant” impessoal…). Essa inteligência artificial aprenderá a identificar as preferências do usuário de modo a fornecer notificações mais precisas (como lembrar de compromissos e avisar quando a carga está acabando), dará sugestões de lugares, previsão do tempo e etc., além de servir como um launcher de apps.

Mas falemos dos aparelhos em si começando pelo HTC U Ultra, o novo top de linha da companhia. Voltado para usuários mais refinados ele conta com corpo de vidro e um design semelhante aos modelos do passado ao mesmo tempo que empresta algumas características dos concorrentes, em especial da Apple: seguindo a maçã e outras fabricantes como a Lenovo (e a Intel), o conector P2 para fone de ouvido foi sumariamente exterminado. Resta apenas a porta USB-C 3.1, o que pode acabar se tornando um padrão daqui para a frente.

Sua outra característica é a presença de uma segunda tela de 2,05 polegadas com resolução de 1040 × 160 pixels que faz companhia à principal Quad HD de 5,7″ (ambas com 513 ppi), destinada a exibir notificações como a LG fez com o V10 e o V20. De resto ele conta com SoC Snapdragon 821, quad-core Kryo da Qualcomm com dois núcleos de 2,15 GHz, dois de 1,6 GHz e GPU Adreno 530, 4 GB de RAM, 64 ou 128 GB de espaço interno expansível via micro-SD (até 256 GB), câmera principal de 12 megapixels com a tecnologia proprietária UltraPixel onde cada ponto no sensor de 28 mm mede 1,55 µm; abertura ƒ/1,8, estabilizador óptico de imagens, autofoco, Flash Dual-Tone, HDR e capacidade de filmar em 4K a 30 fps, câmera selfie com 8 MP, abertura f/2,0 e auto-HDR que filma em Full HD, leitor biométrico no botão Home, Dual-SIM com bandeja híbrida (suporta dois chips ao mesmo tempo ou um só e o Micro-SD), Bluetooth 4.2, A-GPS, GLONASS, BDS, bateria de 3.000 mAh e Android 7.1 Nougat.


HTC U Ultra. All about U.

HTC U Play

Já o HTC U Play é basicamente um U Ultra que fez dieta. Ele pode não contar com a segunda tela e nem um corpo em vidro (o case é de metal, mas bem acabado), mas não deixa de ser uma opção interessante para quem deseja um dispositivo mais barato mas ainda assim competente. Ele vem com um SoC MT6755 Helio P10 da MediaTek, octa-core Cortex-A53 com quatro núcleos de 2 GHz, quatro de 1,1 GHz e GPU Mali-T860MP2, modelos com 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento ou 4 GB e 64 GB respectivamente (expansível via micro-SD até 256 GB), display de 5,2 polegadas com resolução Full HD (428 ppi), câmera principal de 16 MP (sem UltraPixel) com sensor de 28 mm e abertura ƒ/2,0; estabilizador óptico de imagens, autofoco, Flash Dual-Tone, HDR e capacidade de filmar em Full HD, câmera selfie basicamente idêntica à traseira (sem o Flash e OIS, mas com sensor de 27 mm), Dual-SIM com bandeja híbrida, Bluetooth 4.2, A-GPS, GLONASS, BDS, bateria de 2.500 mAh, porta USB-C 2.0 e Android 6.0 Marshmallow.


HTC U Play. Made for the playful U

O HTC U Ultra já está em pré-venda nos Estados Unidos, com preço sugerido de US$ 749 e lançamento previsto para março; já o U Play não teve valores revelados, porém ele deve chegar às lojas antes e como é um dispositivo intermediário, deve ficar na faixa de preço da linha Moto G ou levemente acima. E desnecessário dizer, como a HTC não atua no Brasil há anos nenhum dos dois será lançado oficialmente por aqui.

Fonte: AnandTech.

relacionados


Comentários