Meio Bit » Engenharia » Sem alarde mas Guam divulgou instruções para a população em caso de ataque nuclear

Sem alarde mas Guam divulgou instruções para a população em caso de ataque nuclear

Parece impensável mas ações dos primórdios da Guerra Fria tiveram que ser tomadas. Diante da possibilidade de um ataque nuclear que ameaçaria os 162 mil habitantes de Guam, o governo local disponibilizou panfletos ensinando como se proteger em caso de ataque nuclear.

12/08/2017 às 11:02

does-duck-and-cover-really-work

Em 1951 havia meio que a certeza de que EUA e União Soviética iriam se estapear nuclearmente, em breve. Entre as muitas preparações fazia parte informar ao público dos procedimentos caso os russos atacassem. As crianças não foram esquecidas e, durante a Guerra Fria, gente inocente teve que se deparar com a idéia de que o mundo iria acabar.

Para ensinar isso tudo para as crianças americanas foi criado o desenho da tartaruga Bert, e o slogan Duck and Cover, que mal traduzido é se encolha e se proteja.

Foram anos terríveis, mas com o tempo as pessoas se acostumaram, e a guerra nuclear afinal não veio. Nos esquecemos dela até os anos 80, quando a Guerra Fria começou a esquentar de novo, e os EUA tomaram um belo sacode quando o país inteiro foi estapeado com um filme: The Day After, O Dia Seguinte.

Dirigido por Nicholas Meyer, foi assistido na ABC por 100 milhões de pessoas, relembradas de que uma guerra nuclear não é nada divertido pra quem sobrevive. O Dia Seguinte é um filme sem heróis, visceral, onde o objetivo é sobreviver. Ele afetou profundamente a população americana, incluindo Ronald Reagan. Em suas memórias ele diz que O Dia Seguinte mudou sua posição sobre Guerra Nuclear e afetou diretamente a assinatura, quatro anos depois, de um tratado banindo armas nucleares de curto e médio alcance.

Agora a possibilidade de um ataque nuclear, algo totalmente impensável desde o fim da URSS, voltou a ser cogitada. A Melhor Coréia deixou bem claro que está pensando seriamente em “atacar” Guam como teste, e ninguém sabe se cumprirão a promessa de um simples teste, ou utilizarão ogivas reais.

PODE ser que na mente do Grande Líder Guam seja descartável para os EUA, e que Washington entenderá a destruição da ilha como um aviso. Se isso acontecer, não resta nada aos ilhéus além de rezar e seguir as instruções.

A prova de que a possibilidade está sendo levada a sério é que o governo de Guam disponibilizou um panfleto com instruções para a população saber como agir em caso de ataque nuclear.

As instruções são, tristemente, as mesmas de 50 anos atrás. Não olhe para a explosão, jogue-se no chão e cubra a cabeça, se abrigue em estruturas de concreto. Tire as roupas e as guarde em sacos vedados, para diminuir a contaminação radioativa…

jic_factsheet_2017_003-in-case-of-emergency-paring-for-imminent-missile-threat-1

jic_factsheet_2017_003-in-case-of-emergency-paring-for-imminent-missile-threat-2

As peças estão se movimentando. O Japão acaba de posicionar baterias de mísseis Patriot em pontos de interceptação do lançamento coreano, estimativas de inteligência descobriram que o veículo de reentrada (onde fica a ogiva) do último teste se desintegrou por causa do ângulo acentuado, mas teria sobrevivido em um ataque normal, e mísseis estão sendo movimentados entre áreas de lançamento na Melhor Coréia.

Ah sim, e tem isso…

dg-3v0juaaaymp7

É o submarino lança-mísseis deles, estão com grande atividade no cais, provavelmente está sendo preparado para zarpar para (tomara) mais um teste. Se não for o submarino nuclear de ataque Classe Virgínia que deve estar parado a uns 5 metros daquela porteira está pronto pra mandar o bicho pro fundo do mar.

Qual o próximo passo? Aguardar, e tenha um bom dia.

Leia também:

relacionados


Comentários