Meio Bit » Ciência » “Tem alguém na porta” da nave espacial chinesa

“Tem alguém na porta” da nave espacial chinesa

Em 2003 o primeiro astronauta chinês passou por um momento daqueles que a gente não deseja para ninguém: em órbita, sozinho em sua nave ele ouviu… batidas no casco.

4 anos atrás

20100107-234005-pic-181516582

Yang Liwei é hoje um venerável Major-General chinês. 13 anos atrás ele foi o primeiro astronauta de seu país, voando na Shenzhou 5, uma nave que é uma versão kibad… — digo, inspirada na Soyuz russa.

Ele orbitou a Terra por 21 horas, sem incidentes. Ou quase. Perguntado se enfrentou alguma situação fora do normal, ele deu um depoimento meio sombrio:

Uma situação fora do normal que enfrentei no espaço era que eu ouvia batidas de tempos em tempos”.

Eram sons sem ritmo ou motivo.

Não vinham nem de fora nem de dentro da nave, mas soavam no casco como se alguém batesse em um balde de metal com um martelo de madeira”.

Ele chegou a se desprender do assento e chegou perto da escotilha, para tentar identificar a origem do barulho. Não conseguiu. Depois de um tempo o som parou, e nunca mais voltou.

Em outras missões tripuladas o som reapareceu, mas os astronautas estavam cientes, e não deram atenção.

Há várias possibilidades, envolvendo a Sandra Bullock ou o astronauta nigeriano, mas outros suspeitam que pode ser expansão térmica: a nave fica girando feito um churrasco grego, para ser aquecida de forma uniforme, mas o lado na sombra fica muito frio, e isso faz com que metal se dilate.

Eu acho que há poucas situações que façam um sujeito se borrar com tanta eficiência do que ouvir batidas do lado de fora de uma nave espacial. Palmas pro camarada Liwei, que provavelmente sentiu a caca encher o traje espacial até o pescoço mas fingiu calma e tranquilidade o tempo todo.

Fonte: People's Daily Online.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários