Meio Bit » Miscelâneas » Quem diria, deixar aluno brincar com tablets e laptops na aula prejudica as notas

Quem diria, deixar aluno brincar com tablets e laptops na aula prejudica as notas

Todo mundo sonha com uma escola cheia de computadores, internet, robôs, mas o quanto será que acesso a internet e computadores na sala de aula realmente ajudam? Uma pesquisa do MIT descobriu que na verdade as médias baixam — e muito — quando alunos ganham acesso irrestrito durante as aulas.

13/05/2016 às 7:00

olpc-joyoftech

Leitores do MeioBit já sabem que eu adoro tecnologia, ela é a solução para um monte de problemas, inclusive vários que ela mesma criou. Como cria dos Anos 80 também vivi frustrado uma vida escolar onde tudo era analógico, pesquisas eram feitas em enciclopédias (pergunte a seus avós, se perguntar a seus pais vão indicar Encarta) e nem máquina de escrever aceitavam, trabalhos eram escritos a mão, como neandertais em uma caverna.

Só que mesmo todo meu entusiasmo com tecnologia não é suficiente para que eu defenda cegamente computador em todos os lugares. Mesmo na escola, eu sabia que computadores seriam fantásticos como ferramenta de aprendizado, mas sem controle, bem… digamos que eu quase repeti de ano por causa de um desses:

mickeymousegw2

Agora um estudo do MIT com 726 alunos da Academia Militar dos Estados Unidos comprovou: liberdade demais faz mal. Entre 2014 e 2016 os estudantes foram testados, divididos em 3 grupos: um com acesso liberado a laptops e tablets durante as aulas, outro sem acesso nenhum e um terceiro com acesso restrito.

O resultado foi assustador. As notas dos alunos com acesso a latops e tablets ficaram 18% abaixo do desvio-padrão. Mais ainda: os que tinham acesso a tablets com acesso restrito tiveram praticamente a mesma redução em suas notas.

Entre os alunos do primeiro grupo 80% escolheram usar tablets ou laptops, já entre os que tinham acesso restrito, só 40% usaram os dispositivos, mas foram igualmente afetados. Mesmo usar o laptop para fazer anotações é prejudicial em termos de atenção.

Um detalhe é que a pesquisa foi feita em West Point, onde os alunos são tratados no chicote e precisam mostrar serviço. Em escolas tranquilas é provável que a queda de desempenho seja bem maior, pois entre uma aula que você vai passar de qualquer jeito senão o professor leva bronca, e ficar no LOLzinho com a galera, ninguém vai se preocupar em estudar.

Computadores e internet são ferramentas de aprendizado incríveis, mas simplesmente liberar o Wi-Fi ou deixar os alunos soltos com computadores na frente durante a aula não dá certo. Nesse ponto não adianta ter uma mentalidade toda moderninha igual ao pessoal do OLPC, que queria salvar o mundo dando computadores de brinquedo para alunos, esquecendo que é preciso um trabalho pedagógico em conjunto.

O caminho, como quase sempre, não está nos extremos, mas no meio.

Would You Like To Know More?

Download do estudo (cuidado, PDF).

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários