Meio Bit » Mobile » Imam muçulmano lança uma Fatwa que apoiamos totalmente

Imam muçulmano lança uma Fatwa que apoiamos totalmente

O islã tem umas idéias meio estranhas, e não costuma planejar a longo prazo. A logística das 72 virgens nunca é bem explicada, e poligamia perde a graça quando você percebe que é polisogria também, mas algumas vezes eles acertam. No caso foi uma Fatwa, um decreto religioso com peso de Lei que normalmente envolvem propostas ridículas, mas desta vez acertou em cheio em um problema real do mundo tecnológico…

12/04/2016 às 9:01

article-1254855-088869F6000005DC-908_468x303

O Islã está longe de deter o monopólio de religião com idéias idiotas. Todo mundo tem sua participação garantida, sejam judeus ultraortodoxos que se embalam em plástico pois não podem voar sobre cemitérios, seja católicos que comiam coelhos recém-nascidos na Sexta-Feira Santa (achando que eram peixes então tudo bem), seja espíritas e a história do ectoplasma da Revista Cruzeiro (bota no Google, é ótima), sejam os Sikhs, normalmente gente boa mas que se pegaram de porrada por bobagem, seja o pessoal do Movimento Ateísta Dominical pelo conjunto da obra.

Só que o Islã consegue caprichar, pois é uma religião descentralizada, então líderes locais, não importa quão idiotas, têm poder de Lei, e quanto mais idiota mais alto costumam falar. Eles podem proclamar éditos com força de Lei Religiosa, chamados Fatwas, que teoricamente devem ser seguidos por todos os muçulmanos. E eles publicam, ah publicam.

O Sheikh Ibn Baaz proclamou uma fatwa determinando que a Terra é plana e o Sol e a Lua giram em torno dela. Isso foi em 2000. Outra fatwa, dessa vez na Malásia determinou que meninas estilo joãozinho, que jogam bola e se vestem com jeans e camiseta são masculinizadas e isso é anti-islâmico. Sorry, Justin Bieber.

Ratos? Ratos são "soldados de Satã" e devem ser exterminados. Ok, até aí tudo bem, mas o Sheikh Muhammad Al-Munajid declarou que mesmo as versões animadas devem morrer, citando nominalmente em sua Fatwa… Mickey Mouse. E Jerry.

fatwa

Elas só pensam… naquilo!

Outra fatwa proibiu emojis, pois são representações de criaturas vivas e isso é haram. Emoticons também são proibidos para mulheres pois expressam emoções e isso seria usado com homens que não são o marido ou parentes imediatos.

Vacinas? Um imã paquistanês proibiu que muçulmanos se vacinassem contra pólio, disse que era uma conspiração ocidental para esterilizar as crianças. A Fatwa tem sido seguida na Nigéria, Índia e Afeganistão também. Adivinhe quem está ganhando na briga Alah vs Darwin…

A Fatwa do Dia entretanto tem todo nosso apoio. Vem do Departamento de Assuntos Islâmicos e Caridade de Dubai, em resposta a uma pergunta anônima se era kosher (ok, péssima escolha de termo) usar o Wi-Fi do vizinho.

A resposta determinou que se o vizinho permitir, tudo bem, mas se não for autorizado, roubar Wi-Fi é anti-islâmico, errado, haram e você vai arder no mármore do Inferno.

Eu acho pouco: ladrão de Wi-Fi é caso pra jihad!

Fonte: Associated Press.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários