Meio Bit » Hardware » Inacreditável: a Jen existe! (mas é um chinês)

Inacreditável: a Jen existe! (mas é um chinês)

A vida imita IT Crowd mais uma vez: por incrivel que pareça a Jen existe na forma de um chinês, preso por tentar (não riam) DESTRUIR A INTERNET!

4 anos atrás

the-internet

Esse é um daqueles causos em que a vida real consegue ser mais louca que a ficção. No 4º episódio da 3ª temporada de The IT Crowd, a excelente série britânica que retratava o dia-a-dia de profissionais de suporte em uma empresa mediana (de uma forma caricata e ainda assim extremamente realista, o que me gerava até certo incômodo), Moss e Roy pregam uma peça na Jen quando ela é escalada para fazer um discurso sobre a internet: a fim de auxilia-la eles entregam uma caixinha aparentemente inócua para ela e dizem que ela servirá como um apoio moral.

Só que os dois dizem para ela que a tal caixa era nada menos do que a própria internet, que deveria ser manuseada com cuidado e respeito. E Jen, que não entende lhufas de TI mas ainda assim é a supervisora de Moss e Roy (eu não disse que a série é realista até demais?) cai como um patinho.

Vale lembrar dessa cena, que é extremamente divertida:


Moss Introduces Jen To The Internet | The IT Crowd Series 3 Episode 4: The Internet

Você pode acompanhar a hilária sequência do discurso aqui. Continuemos com a realidade, que consegue ser ainda mais bizarra.

O causo ocorreu na China, mais precisamente na cidade de Weifang, província de Shandong, distante 514 km ao norte da capital Pequim. Um homem, identificado apenas como "Liu" era um recém-chegado na região e estava procurando emprego, porém durante uma festa em uma determinada noite o cidadão percebeu que as pessoas estavam rindo dele enquanto dançava, enquanto tiravam fotos.

Após ter deixado o local, um pensamento começou a assombrar a mente de Liu: as fotos constrangedoras iriam inevitavelmente parar na internet e não havia nada que ele poderia fazer, certo?

liu-male-jen-barber

Errado. Não seremos tão maus com o cidadão, Liu é meramente letrado já que possui apenas o ensino fundamental. Ele acreditou em sua inocência que poderia ser capaz de apagar as imagens capturadas dele dançando de forma estranha (ou não, vai saber) da existência se ele executasse um plano simples: destruir a internet. No fim de junho ele numa única noite atacou quatro racks de fibra óptica, destruindo a infraestrutura e causando cerca de 150 mil yuans de prejuízo, em torno de R$ 48,4 mil reais.

optical-network-infrastructure

Ele foi preso no último dia 19, e curiosamente nenhuma foto dele foi encontrada na internet enquanto praticava a tal square dance comprometedora. Missão cumprida, talvez?

Fonte: The Nanfang.

relacionados


Comentários