Meio Bit » Ciência » Descoberta na China uma das mais antigas microcervejarias do mundo

Descoberta na China uma das mais antigas microcervejarias do mundo

Arqueólogos encontram na China uma das mais antigas cervejarias do mundo, com cerca de 5.000 anos; traços da receita original foram identificados

4 anos atrás

respect

Uma palavra: RESPECT!

Qual bebida alcoólica é mais antiga, o vinho ou a cerveja? Embora a resposta não seja simples, sempre foi de consenso que o vinho veio primeiro, principalmente por depender apenas de um fator natural, a fermentação da uva. Para se produzir cerveja outras variáveis são necessárias, como muita água e grande concentração de grãos para realizar a fermentação.

Embora o surgimento do vinho preceda a história escrita (estima-se que a primeira produção date entre 8.000 e 10.000 AEC), os registros oficiais mais antigos da criação da cerveja assinalavam 7 mil anos atrás na Mesopotâmia, que também seria o primeiro povo a produzir o doce néctar das uvas em grande escala. Isto é, até pouco tempo atrás porque a China não sabe brincar.

Não é a primeira vez que o País do Meio apronta uma dessas, há alguns anos foram encontrados em sítios arqueológicos traços do que poderia vir a cerveja mais antiga do planeta, com 9 mil anos de idade. A receita é muito diferente do que se conhece das que bebemos hoje e também das primitivas da Mesopotâmia e principalmente Egito, a primeira nação da antiguidade que a utilizou em larga escala (principalmente como substituta da água para evitar doenças como cólera e desidratação; o processo de produção esteriliza a bebida) e que usavam cevada (basicamente pão triturado). A cerveja chinesa da idade da pedra era produzida com arroz, uvas, mel e leveduras.

Só que desta vez a descoberta foi "um pouquinho" mais substancial. Pesquisadores do sítio arqueológico de Mijaya, no nordeste da China divulgaram a descoberta de uma microcervejaria completa, uma das mais antigas já identificadas com entre 4.900 e 5.400 anos de idade. Foram achados jarros de diversos tamanhos, fornos e de acordo com os cientistas, os humanos que ali viviam tinham todas as ferramentas necessárias para se dedicar exclusivamente à produção de cerveja.

Abaixo você confere um funil e um recipiente (com resíduos) encontrados no local:

Foram encontrados traços da bebida nos vasos e através deles os pesquisadores conseguiram identificar a receita: esta breja levava cevada, painço (isso é pra passarinho!), lágrima de Nossa Senhora e tubérculos da região. E por fim há indícios de que os mestres cervejeiros chineses já dominavam as técnicas principais de produção de uma boa cerveja, ao identificar a prática dos passos de moagem, mostura e fermentação.

Sabe-se que os cientistas testaram a receita mas eles não informaram que gosto tem uma birita de quase seis mil anos. E antes que alguém pergunte a outra chinesa que carrega o título de mais antiga pode ser adquirida, sob o nome de Chateau Jiahu.

_dogfish-head-chateau-jiahu-1-copia-1326901423

Fonte: Discover.


Para mais histórias sobre cerveja, ouça o #SciCast 21.

Leia mais sobre: , , , , , , .

relacionados


Comentários