Meio Bit » Segurança » Marinha dos EUA paga US$ 9 milhões pra manter Windows XP funcionando

Marinha dos EUA paga US$ 9 milhões pra manter Windows XP funcionando

Tem empresa que é lenta mesmo, demora a se atualizar. Algumas ainda usam Windows XP, com a desculpa de que se está funcionando não precisa mexer. O problema é quando uma dessas empresas é a Marinha dos Estados Unidos e 100 mil computadores embarcados rodam essa bagaça, e eles têm que pagar US$ 9 milhões por ano por updates de segurança. Acha ruim? Imagine que ano que vem farão upgrade, e não duvido que para o Vista…

5 anos atrás

jones

Um paradoxo interessante: forças armadas gostam de se vender como bastiões de alta tecnologia, e em algumas partes são, mas no geral não há grupo mais conservador e lento na adoção de coisas novas. O F-35, avião mais avançado dos EUA começou a ser especificado em 1993 (com a união de dois programas mais antigos ainda) e só vai ser capaz de disparar os canhões em 2019.

O F-22, um caça quase de ficção científica tem um radar capaz de processar sinais a uma velocidade de incríveis 11 gigaflop/s. Uma nVidia Tesla C2050, uma placa de vídeo pra gente grande, custava US$ 2.300,00 em 2010. Ela processa dados a 515 gigaflop/s.

Se levarmos isso em conta 13 anos não é muito tempo para usar um software. Pombas, há aviões na Força Aérea dos EUA com mais de 60 anos de idade, mas software, ainda mais comercial não funciona assim. O Windows XP foi lançado em 2001, era uma peneira. Hoje ele é menos inseguro mas o pessoal do mal conhece tanto sobre ele que quando surge uma falha de segurança é algo cascudo, e você não quer que algo cascudo aconteça com seus computadores militares.

Problema: embora a Marinha dos EUA já tenha feito upgrades de seus sistemas em terra, os 100 mil computadores espalhados pela Frota ainda rodam XP, atrelados a centenas, talvez milhares de sistemas legados que precisam ser certificados, testados, alterados e em alguns casos reescritos.

Navy fleet

A5! “água” C7! “água” B3! “Droga, XP! Lá se vai meu cruzador.”

A  Marinha tem planos de atualizar o Windows de seus computadores até 12/7/2016, mas até lá depende de contrato de manutenção especial com a Microsoft. São US$ 9 milhões por ano. Há uma opção para estender o contrato até  8/6/2017, o que aumentaria o custo para US$ 31 milhões.

Cabe ao pessoal da Marinha decidir se vale o risco de não conseguir cumprir a meta de atualizar tudo.

O mais engraçado é saber que há gente que ainda assim vai dizer que a culpa é da Microsoft e não da Marinha, que por sua inércia imensa está 4 sistemas operacionais atrás do resto do mundo.

E por falar em resto, de resto quem se diverte nisso tudo é o Grande Líder, afinal ele é imune, como todo bom comunista, usa Mac.

North Korean leader Kim Jong-un presides over an urgent operation meeting on the Korean People's Army Strategic Rocket Force's performance of duty for firepower strike at the Supreme Command in Pyongyang, early March 29, 2013, in this picture released by the North's official KCNA news agency on Friday. North Korea put its rocket units on standby on Friday to attack U.S. military bases in South Korea and the Pacific, after the United States flew two nuclear-capable stealth bombers over the Korean peninsula in a rare show of force. Kim Jong-un signed off on the order at a midnight meeting of top generals and "judged the time has come to settle accounts with the U.S. imperialists in view of the prevailing situation", the official KCNA news agency said.  REUTERS/KCNA (NORTH KOREA - Tags: POLITICS MILITARY CONFLICT CIVIL UNREST TPX IMAGES OF THE DAY) ATTENTION EDITORS - THIS PICTURE WAS PROVIDED BY A THIRD PARTY. REUTERS IS UNABLE TO INDEPENDENTLY VERIFY THE AUTHENTICITY, CONTENT, LOCATION OR DATE OF THIS IMAGE. THIS PICTURE IS DISTRIBUTED EXACTLY AS RECEIVED BY REUTERS, AS A SERVICE TO CLIENTS. QUALITY FROM SOURCE. NO THIRD PARTY SALES. NOT FOR USE BY REUTERS THIRD PARTY DISTRIBUTORS - RTXY1LJ

Fonte: RT.

relacionados


Comentários