Meio Bit » Ciência » Virgin Galactic anuncia Cosmic Girl, seu avião lançador de foguetes

Virgin Galactic anuncia Cosmic Girl, seu avião lançador de foguetes

Richard Branson apresentou seu novo avião, o Cosmic Girl, um 747-400 que será utilizado para lançar o foguete LauncherOne, para colocar pequenos satélites em órbita. Sim, um playboy bilionário também tem um programa espacial melhor do que o nosso.

04/12/2015 às 13:46

10-Years-of-Flying-to-Vegas-1004x1024

Richard Branson e dois aviões.

Sir Richard Branson não está investindo só em turismo espacial, com a SpaceShipTwo, a Virgin Galactic tem um outro projeto bem encaminhado, o LauncherOne.

É um foguete pequeno, capaz de colocar cargas de 200 kg em órbita. O alvo é o mercado de satélites pequenos, com um custo de lançamento na casa dos US$ 10 milhões. Uma bagatela comparado com os outros.

null

Originalmente o LauncherOne seria lançado do WhiteKnightTwo, avião experimental que lança a SpaceShipTwo, mas um 747 faz muito mais sentido economicamente.

É uma plataforma pra lá de confiável, mais que provada e com custo de manutenção super-amortizado. Você compra peças de 747 no eBay se quiser e não estou exagerando, é isso mesmo.

Aqui o vídeo deles:

Virgin Galactic - LauncherOne's New Mothership

Cosmic Lady é um 747-400 que fazia parte da frota da Virgin Atlantic, e ao invés de ser aposentado será adaptado para a nova tarefa.

O LauncherOne já tem um monte de lançamentos contratados, deve fazer os primeiros vôos de teste no final de 2016, mas qual o sentido de lançar um foguete de um avião?

A idéia em si não é nova. A Orbital vem lançando foguetes Pegasus de aviões desde 1990.

Lockheed_TriStar_launches_Pegasus_with_Space_Technology_5

Pode parecer complicação desnecessária mas faz muito sentido. As camadas mais baixas da atmosfera são as mais densas, o foguete tem muita resistência aerodinâmica pra superar. Ao lançar de 12 mil metros, a pior parte já ficou pra trás, ou melhor, pra baixo. É possível entrar em órbita com bem menos combustível.

A parte ruim é que não dá pra fazer isso com foguetes realmente grandes…

Fonte: Virgin Galactic.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários