Meio Bit » Filmes e séries » Tarantino fala sobre Kill Bill 3 e sua (não) aposentadoria

Tarantino fala sobre Kill Bill 3 e sua (não) aposentadoria

Depois de dizer que pararia de fazer filmes quando chegasse ao décimo, Quentin tarantino afastou a aposentadoria e revelou que poderá fazer um Kill Bill 3.

13/07/2015 às 14:31

quentin-tarantino

Posso dizer sem sombras de dúvidas que Quentin Tarantino é um dos meus diretores favoritos. Alguns um pouco mais, outros um pouco menos, mas o fato é que gosto de todos os filmes do sujeito, inclusive aqueles em que ele não assinou como diretor, casos por exemplo do Amor à Queima Roupa e do Assassinos por Natureza.

Devido a tal admiração, inevitavelmente fico muito ansioso por qualquer coisa em que ele esteja envolvido e para a minha alegria e de todos que gostam do seu trabalho, ele não deverá parar tão cedo.

Com apenas 52 anos, uma aposentadoria não deveria estar nos planos do cineasta, mas tal possibilidade foi levantada por ele mesmo em uma entrevista há alguns para a revista Playboy, quando disse que os quatro últimos filmes de um diretor costumam ser os piores e que por isso pararia quando chegasse ao décimo.

Foi então que durante uma palestra na Comic-Con, Tarantino foi questionado sobre o assunto e provavelmente com o seu jeito debochado característico disse: “Eu poderia dizer ‘para o inferno com isso’ e aumentar para 15. Veremos.

Além disso, ele também revelou que pretende continuar filmando em película e que tem estudado a possibilidade de criar algumas séries para TV, já que nelas ele não teria que lidar com toda a pressão de prazos imposta pela indústria do cinema.

Outra revelação feita por Tarantino e que deverá agradar os fãs foi a possibilidade levantada por ele sobre a produção de um terceiro Kill Bill, filme que segundo o diretor giraria em torno da vingança da filha de Vernita Green, aquela que presencia a morte de sua mãe pelas mãos da noiva. Para ele, só precisamos esperar um pouco para a menina crescer, já que a atriz Uma Thurman adoraria reprisar o papel.

Como tal filme deverá demorar um bom tempo para ser feito — se é que um dia será — por enquanto fica a expectativa para o lançamento do Os 8 Odiados, promissor faroeste que, além da trilha sonora composta pela lenda Ennio Morricone, contará com a participação de Michael Madsen, Samuel L. Jackson, Kurt Russell e Tim Roth.

Fonte: IGN (1 e 2).

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários