Meio Bit » Indústria » OnePlus 2 será o primeiro smartphone com porta USB Type-C

OnePlus 2 será o primeiro smartphone com porta USB Type-C

Segunda geração do smartphone da OnePlus contará com versão melhorada do Snapdragon 810 e novo formato de porta USB, de alta velocidade

23/06/2015 às 16:30

oneplus-one

Sucessor do OnePlus One virá com uma série de novidades

A OnePlus chamou a atenção em 2014 com seu primeiro smartphone OnePlus One, um top de linha com especificações de ponta, rodando CyanogenMod e com um preço impossível de apenas 299 dólares. Infelizmente, decisões de marketing controversas, problemas reais e uma rusga gigante com a Cyanogen acabaram por diminuir o interesse do público no aparelho.

Ainda assim a startup vai prosseguir, o OnePlus 2 já é esperado para breve e seguindo os passos de seu antecessor ele virá com componentes de última geração, inclusive um deles ainda não presente em aparelho mobile nenhum: uma porta USB Type-C.

O que sabemos até agora: o Android M terá suporte nativo ao novo padrão USB, permitindo velocidades de carregamento e de transferência de arquivos; as taxas ficam em média de 100 watts e 10 Gb/s respectivamente. Fora as melhorias óbvias há de se levar em conta que assim como o conector Lightning da Apple, o Type-C é reversível e elimina a maldição das duas voltinhas.

Isso é uma evolução natural. A porta Type-C é superior à Micro-USB em diversos aspectos e conforme o passar do tempo, cada vez mais periféricos passarão a ser compatíveis com o formato. Sabendo disso a OnePlus se adiantou, anunciando no Twitter que o OnePlus 2 será o primeiro smartphone do mundo a vir com a nova porta.

Aonde sabemos o OnePlus 2 será lançado com um display de 5,5″ com resolução Full HD, 3 GB de RAM, câmera principal de 16 megapixels capaz de filmar em 4K e frontal de 5 MP, além de uma versão customizada do kernel próprio da companhia em substituição ao CyanogenMod. A outra grande novidade fica a cargo do SoC: ele será equipado com uma versão revista do Snapdragon 810, que até onde se sabe não sofre com problemas de superaquecimento.

A Qualcomm pagou caro por seus erros em sua última versão de chip de ponta, a pressa em abraçar a arquitetura ARM em detrimento de otimizar a Krait resultou em um produto que foi preterido pelos principais fabricantes: a Samsung ficou com seus próprios Exynos, a LG equipou o G4 com o 808 (um hexa-core, enquanto o 810 possui oito núcleos) embora utilize o 810 no G Flex 2, bem como a Sony no Xperia Z4 e a HTC com o One M9, sendo que os dois últimos apresentaram problemas (aqui e aqui).

Com uma versão atualizada e utilizando o OnePlus 2 como vitrine, a Qualcomm pode recuperar um pouco do prestígio e quem sabe garantir sua presença nos aparelhos de 2016, porque nos deste ano dificilmente ela conseguirá inseri-lo.

Ainda não há uma data para o lançamento do aparelho, mas a OnePlus já adiantou que o preço subirá um pouco principalmente por causa do Snapdragon 810.

Fonte: Android Authority.

relacionados


Comentários