Meio Bit » Games » Vendas NPD — janeiro: com Dying Light, PS4 vence Xbox One nos EUA

Vendas NPD — janeiro: com Dying Light, PS4 vence Xbox One nos EUA

NPD Group revela o ranking dos jogos mais vendidos nos Estados Unidos em janeiro de 2015. O destaque é Dying Light, jogo que devolveu a liderança ao PS4.

5 anos e meio atrás

Laguna_Dying_Light_PS4_XBO

Xbox One voltou ao preço normal? PlayStation 4 disse olá, com a ajuda do Dying Light

Enquanto aqui no Brasil o mês de janeiro normalmente possui em seu início algumas das melhores promoções de queima de estoque, lá nos Estados Unidos ele é considerado um mês bastante fraco. Principalmente quando comparamos as vendas físicas com novembro (Black Friday) e dezembro (Natal).

A promoção do Xbox One a 349 dólares acabou dia 4 de janeiro e a versão sem Kinect voltou ao patamar dos 399 dólares. Logo depois, dia 15 de janeiro, a Microsoft voltou a ofertar o console por US$ 349 mas o estrago já estava feito: depois de dois meses em segundo, o PlayStation 4 retorna à liderança da oitava geração no maior mercado de videogames do mundo.

Apesar da vitória do PS4 em janeiro, a base instalada total do Xbox One naquele país está muito próxima de alcançar o console da Sony, algo que torna a disputa bem equilibrada. Infelizmente, para a Microsoft e seus acionistas, ela vai precisar manter artificialmente um preço abaixo do custo.

ARRECADAÇÃO DAS VENDAS DE GAMES NOS ESTADOS UNIDOS
Período → janeiro (2014) janeiro (2015) Diferença
Jogos (em mídia física) US$ 223,2 milhões US$ 235,7 milhões + 6%
Hardware US$ 239,6 milhões US$ 185,5 milhões – 23%
Acessórios US$ 199,2 milhões US$ 204,6 milhões + 3%
TOTAL: US$ 662,1 milhões US$ 625,7 milhões – 5,5%

·  
Em termos de lançamentos relevantes em mídia física, no dia 20 de janeiro os EUA receberam Motorcycle Club (PS4) e a remasterização Saints Row IV Re-Elected (PS4 e XBO). Uma semana depois, veio o Dying Light (PS4, XBO e PC).

Em janeiro de 2015, Dying Light teve o melhor lançamento para uma nova franquia no gênero survival horror, superando o recorde anterior, The Evil Within, lançado em outubro de 2014.” — Liam Callahan, NPD Group.

A seguir, o ranking de vendas no varejo entre os dias 4 e 31 de janeiro de 2015, de acordo com o NPD Group:

Ranking de vendas nos Estados Unidos em janeiro de 2015 (considerando apenas software avulso vendido em mídia física)

  1. Dying Light (PlayStation 4, XBO, PC);
  2. Call of Duty: Advanced Warfare (Xbox One ,PS4, 360, PS3, PC);
  3. Grand Theft Auto V (Xbox One, PS4, 360, PS3);
  4. Minecraft (Xbox 360, PS3, Xbox One, PS4);
  5. NBA 2K15 (Xbox One, PS4, 360, PS3, PC);
  6. Super Smash Bros. (Wii U, 3DS);
  7. Far Cry 4 (PlayStation 4, XBO, 360, PS3, PC);
  8. Madden NFL 15 (Xbox One, PS4, 360, PS3);
  9. Destiny (Xbox One, PS4, 360, PS3);
  10. FIFA 15 (PlayStation 4, XBO, 360, PS3, Wii, Vita, 3DS).

·  
No quesito hardware, infelizmente não houve vazamentos dos números mais específicos de vendas. A base instalada total do PS4 e XBO nos EUA é quase 60% maior que a soma de Xbox 360 e PS3 após os mesmos 15 meses de vendas. Segue abaixo uma tabela com o que deu para apurar da forma mais oficial possível:

VENDAS DE HARDWARE NOS ESTADOS UNIDOS
Plataforma novembro (2014) dezembro (2014) janeiro (2015)
PlayStation 4 895.000 unid 1.000.000 unid Y
Xbox One 1.282.000 unid 1.330.000 unid X
Wii U 242.000 unid 580.000 unid 63.000 unid
Nintendo 3DS 500.000 unid 810.000 unid 74.000 unid
Xbox 360 310.000 unid dados indisponíveis dados indisponíveis
PS3 89.000 unid dados indisponíveis dados indisponíveis

·  
Y > X; X + Y = 22% das vendas de dezembro (2014), ou seja: seriam apenas 340 mil unidades vendidas dos dois consoles de 8ª geração considerados. Vendas combinadas de Xbox 360 e PlayStation 3 baixaram para 35% das unidades vendidas no mês anterior.

A base total instalada do Xbox One nos Estados Unidos até 2014 era de aproximadamente 400 mil consoles a menos que o PlayStation 4. Os donos de XBO compram mais jogos físicos por console que os do PS4 nos EUA.

O tio Laguna acha que o Xbox One teve melhores jogos que o PlayStation e talvez a situação mude em 2015. Será que a Microsoft vai continuar precisando subsidiar seu console para tentar ser líder ao menos nos Estados Unidos? Eles têm dinheiro para queimar, que o diga o Windows Phone frente aos rivais.

Fontes: Games Industry, Geek Wire, IGN, NeoGAF e Venture Beat.

Leia também:

relacionados


Comentários