Meio Bit » Áudio e vídeo » Rumor louco do dia: Apple vai matar (de novo) o conector de fone de ouvido

Rumor louco do dia: Apple vai matar (de novo) o conector de fone de ouvido

De novo essa história? “Fontes confiáveis” voltam a afirmar que a Apple pretende matar o conector P2 do fone de ouvido na próxima geração de iPhones.

01/12/2015 às 11:02

iphone-6s

O tempo passa, o tempo voa, e os rumores sobre a Apple e seus novos lançamentos nunca saem de moda. Mal o iPhone 6s e 6s Plus chegaram ao mercado os boatos sobre o modelo de 2016 já começaram a circular. O último é completamente louco e desprovido de qualquer sentido: em prol de chegar a um form fator ainda mais fino Cupertino estaria disposta a exterminar o bom e velho conector de 3,5 mm de seus aparelhos móveis, inutilizando todos os fones de ouvido com fio que ainda usamos.

Pois é, de novo.

Embora seja conveniente para muita gente utilizar um fone Bluetooth, há um motivo de por que ainda usamos os modelos com fio: eles embolam, enroscam, estica e puxa e tudo mais, mas a fidelidade de áudio é maior. Mais, eles não sofrem com o inconveniente de ficarem sem energia após um certo período de tempo e por último, são em geral mais baratos do que seus primos wireless.

Mas o verdadeiro motivo é bem mais simples que tudo isso: ele é compatível com QUALQUER COISA.

A indústria de fones de ouvido faz muito dinheiro, o lucro está calculado em US$ 8 bilhões anuais e a grande maioria dessa grana ainda vem dos modelos com cabo compatíveis com a boa e velha saída P2 estéreo, presente em tudo que é aparelho de áudio e vídeo.

Só que segundo os malucos de plantão a Apple não estaria tão contente com o atual form fator de seus iPhones, para ser mais preciso com sua espessura. Mesmo sendo um dos mais finos dos mercado, a maçã estaria disposta a afiná-lo ainda mais e para isso eliminaria o responsável por fazê-lo “gordo”: o conector de 3,5 mm.

Segundo o blog japonês Macotakara (pois é), uma “fonte confiável” diz que a Apple vai remover o conector no iPhone 7 a fim de economizar um milímetro. Esse boato não é inteiramente novo, em setembro o analista da KGI Securities Ming-Chi Kuo disse exatamente a mesma maluquice, que Cupertino tinha a intenção de fazer com que seu smartphone passasse por um regime e perdesse em torno de 1 mm, indo dos atuais 6,9 mm para 6,1 mm de espessura.

Quanto a eliminar a compatibilidade com fones atuais a Apple não estaria tão preocupada: primeiro, seria a desculpa perfeita para dizer que inovou mais uma vez ao oferecer a porta Lightning como um conector universal, capaz de transmitir áudio e dados com a mesma eficiência. Corroborando essa hipotese temos o fato de que já existem fones de ouvido compatíveis com a porta proprietária (o Fidelio M2L/27 da Philips é um bom exemplo), e baseado nisso uma nova linha de acessórios compatíveis seria apresentada quando os novos iPhones forem revelados.

philips-fidelio-ml2-27

Fidelio M2L/27 da Philips: apenas Lightning

Segundo, seria essa uma forma de evitar adotar a porta USB-C em seus dispositivos móveis, embora ela já esteja presente em seu MacBook mais novo (algo que se esse rumor fosse provado verdade, o que não é, poderia não durar). E por fim, mais um adaptador seria lançado para engordar o caixa.

Agora vamos à parte sã da parada: o conector de 3,5 mm é uma tecnologia legada de quase três séculos de idade, TODO MUNDO usa. A desculpa “o Lightning é melhor” também não cola, existem diversas conexões de áudio que entregam maior qualidade do que o velho P2 e nem por isso ele deixa de ser o mais usado, simplesmente por ser onipresente e barato. Restringir o iPhone somente à porta Lightning seria semelhante ao que está acontecendo com o novo MacBook, ninguém gostou de ter uma única porta USB-C 3.1 para carregar o note e conectar qualquer coisa que precise, principalmente porque o adaptador é para lá de caro.

Cobrar 200 reais ou mais num conversor P2/Lightning? Não vai rolar.

telephonist

Embora seja o sonho molhado de muito macfag ver os dispositivos da Apple completamente blindados a só conversarem com dispositivos e acessórios da própria empresa ou de parceiros licenciados, ao menos no que diz respeito a matar o P2 a maçã não seria louca. Eliminá-lo significaria alienar uma indústria inteira, um formato estabelecido há séculos e exigir que todo um mercado estabelecido se curvasse à sua vontade. Nem Jobs era tão arrogante assim, ele sabia reconhecer o valor do legado e quando resolveu comprar briga, enfiando uma porta FireWire nos iPods 1st e 2nd gen saiu perdendo.

Portanto fique sossegado. Nem a Apple seria tão louca a ponto de sequer cogitar a possibilidade de comprar briga com um formato que é maior do que as pretensões de qualquer companhia, e está universalmente estabelecido.

Fonte: Macotakara (em japonês).

relacionados


Comentários