Meio Bit » Indústria » A estratégia da Microsoft é matar o Pobrefone?

A estratégia da Microsoft é matar o Pobrefone?

Outro dia, dois novos Lumias lançados pela Microsoft, Lumia 532 e 435. De novo modelos mais baratinhos, aliás BEM baratinhos: US$ 81,00 é quase de graça pra um smartphone decente. Qual será a estratégia desses lançamentos? Clique e veja nossa opinião.

6 anos atrás

Lumia-435-beauty-1-jpg

Como você já deve ter visto em 478.329 sites replicadores de press releases, a Microsoft anunciou o Lumia 435 e o Lumia 532, jogando pro chão o preço de seus aparelhos de entrada.

O Lumia 435 é um 3G com tela de 800 × 480 pixels, processador Snapdragon 200 dual-core de 1,2 GHz; 1 GB de RAM, 8 GB de armazenamento e câmera traseira de 2 Mp. Custará 81 obamas. O Lumia 532 é a mesma coisa, mas com o mesmo processador só que quad-core, câmera traseira de 5 Mp e câmera frontal. Sai a US$ 140,00.

Eu não mexi com nenhum deles, mas mesmo o mais humilde dos Windows Phones que botei a mão eram… decentes. Não tinham a performance de um 1020 ou um 930, mas eram suficientemente rápidos, com recursos ou ausentes ou corretos, nunca capengas. 

É uma situação que não acontece no Android. Por mais que eu implique com o robozinho, reconheço que os modelos high-end são excelentes, dá pra ser muito feliz com um deles, o problema são os entry-levels, e é nisso que a Microsoft está apostando.

Esses aparelhos como todo Windows Phone vem com Office, montes de espaço em disco no OneDrive e Cortana. Essa experiência de uso é excelente por US$ 81,00.

A Microsoft aliás tem dado tanta atenção à base da Pirâmide que as atualizações do Windows Phone têm saído primeiro para os aparelhos mais simples. É quase um paraíso socialista.

Essa estratégia faz sentido. Um usuário de Lumia 930 é legal, rende mais dinheiro no lojinha, mas não gera volume. Preferível ter dez usuários de 435. É a única forma de atrair desenvolvedores, que ainda é o grande problema da plataforma.

Os aplicativos principais estão na mão de grandes grupos, como resultado mesmo depois de extensas negociações as versões Windows Phone são lançadas e abandonadas. O Instagram funciona e só, Spotify levou meses para ser atualizado. YouTube ainda não tem um app oficial. O Snapchat simplesmente bloqueou o 6Snap, excelente cliente não-oficial. Ao menos o 6Tag, melhor cliente de Instagram de qualquer plataforma ainda funciona muito bem.

É má-vontade? Sendo realista, é sim, mas isso só se vence com base instalada, aí o sujeito vai perceber que se ele não ganhar dinheiro com a plataforma, outro vai faturar em seu lugar.

Focar em um público insatisfeito com celulares baratos, mais o público que migra dos feature phones é uma excelente estratégia. Resta saber se a Microsoft, ou mais precisamente nosso indiano preferido tem paciência para que ela dê certo.

Fonte: TC.

Leia também:

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários