Meio Bit » Indústria » Governo chinês processa Samsung e Oppo pelo bloatware incluso nos smartphones

Governo chinês processa Samsung e Oppo pelo bloatware incluso nos smartphones

Na China, o governo está entrando com processo contra as fabricantes Samsung e Oppo por causa de apps pré-instalados nos smartphones. A acusação seria contra bloatware: aplicativos que influenciam negativamente a experiência do consumidor sem ele saber.

5 anos atrás

Laguna_Samsung_TouchWiz_crapware

TouchWiz, a eterna skin Android da Samsung (crédito: Engadget)

Na sexta-feira (03/07), a Comissão de Proteção aos Direitos do Consumidor de Shanghai entrou com um processo contra as fabricantes Samsung e Oppo. A acusação é a de que os smartphones delas supostamente incluiriam software não-solicitado pelos usuários.

Em uma amostra de vinte smartphones selecionados pelo órgão do governo chinês, a comissão de Shanghai descobriu que os aparelhos eram vendidos com vários aplicativos pré-instalados. E boa parte deles não podem ser desinstalados, sendo alguns desses apps responsáveis por roubar parte da franquia de dados do usuário sem este saber.

Laguna_Samsung_ecosystem

Samsung tem o costume de substituir aplicativos do Google pelos seus no Android (crédito: Ars Technica)

Para exemplificar, o PROCON chinês realçou que o smartphone Samsung modelo SM-N9008S (Galaxy Note 3) vem com 44 apps pré-instalados, enquanto o Oppo modelo X9007 (Find 7a) inclui nada menos que 71 aplicativos no sistema, incluindo diversos jogos. No caso do aparelho da Samsung, a comissão estranhou a presença de um app de compras online não-listado no manual do usuário.

Sejam jogos, sejam outros programas, nenhuma das duas empresas informa o usuário sobre a inclusão de tais aplicativos, em especial sobre aqueles que não podem ser desinstalados e/ou substituídos. É algo que infringe os direitos dos consumidores, segundo a comissão de Shanghai.

O litígio seria nossa última tentativa para proteger os consumidores.
·  
Esperamos que isso force outras fabricantes do setor a terminar com essa prática desagradável, e infelizmente bem comum, de pré-instalar apps sem informar aos consumidores. É algo que é muito necessário para o desenvolvimento saudável de toda a indústria.” — Tao Ailian, secretário-geral da Comissão de Proteção aos Direitos do Consumidor de Shanghai

As fabricantes Samsung e Oppo têm 15 dias para se defenderem, depois que o caso for aceito pelo tribunal local. E só depois de elas apresentarem defesa que o tribunal vai anunciar a data do julgamento.

Não há muito consenso sobre que app pré-instalado é crapware ou não, vai do uso de cada um. Uma skin Android como a TouchWiz permite que a Samsung possa oferecer uma personalidade própria ao seu ecossistema, facilitando por exemplo a migração para um sistema aberto como o Tizen por oferecer funcionalidade e aparência semelhante.

Só que a partir do momento em que um app não-solicitado captura informações pessoais, afeta o desempenho geral e/ou ainda gasta franquia do plano de dados, aí sim dá pra concordar com a comissão de que trata-se de bloatware. Ainda bem que o governo chinês não foi atrás dos notebooks da Samsung. Ainda.

Fonte: National Monitor.

relacionados


Comentários