Meio Bit » Games » Organização elege Bayonetta 2 o jogo mais acessível de 2014

Organização elege Bayonetta 2 o jogo mais acessível de 2014

Fundação dedicada a facilitar a vida de deficientes que gostam de games elege os títulos mais acessíveis do ano e principal vencedor é o Bayonetta 2.

08/01/2015 às 14:30

bayonetta-2

Quando falamos em um jogo de ação frenética como o Bayonetta 2, uma das coisas que pode passar pela cabeça de muita gente é que este não é o tipo de game indicado para qualquer um, mas de acordo com o pessoal da AbleGamers, a criação da Platinum Games merece o título de Jogo Mainstream Mais Acessível do Ano.

Conhecida por advogar em prol de games que possam ser aproveitados pelo maior número possível de pessoas, especialmente aquelas que possuem algum tipo de deficiência, a organização tinha uma lista com oito indicados, entre eles o Sims 4, Civilization: Beyond Earth, Pokemon Alpha Sapphire and Omega Ruby e Hearthstone, mas acabou optando pela elogiada aventura da bruxa.

Segundo o comunicado divulgado pela AbleGamers, o que pesou a favor do Bayonetta 2 foi “a infinidade de opções com o GamePad, o Pro Controller, a tela sensível ao toque do GamePad ou qualquer combinação que seja mais confortável para o jogador.” Eles ainda elogiaram a desenvolvedora por ter se esforçado para permitir que um jogo como este pudesse pudesse ser apreciado por quase todos e o melhor, sem que a jogabilidade fosse comprometida.

Para eles, a opção de encararmos os combates utilizando apenas um botão é algo fantástico e que deveria ser copiado por outras grandes produções, como por exemplo o Shadow of Mordor e no caso do Bayonetta 2, há de se destacar também o visual do game, já que ele não atrapalha os daltônicos.

A fundação premiou ainda — pela primeira vez — jogos classificados como independentes, com os vencedores sendo o Always Sometimes Monsters e o This War of Mine. De acordo com os responsáveis pela escolha, é difícil dizer qual dos dois seria o mais acessível, por isso acabaram dando o título para ambos.

Para quem não possui nenhum tipo de limitação, é fácil ignorar o quão excludentes os jogos eletrônicos podem ser e por isso iniciativas como a da AbleGamers merecem nossa total admiração e incentivo. Infelizmente a maioria dos desenvolvedores não dão muita atenção para esse tipo de problema, mas tenho esperança de que com o tempo isso diminua bastante.

Fonte: AbleGamers.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários