Meio Bit » Indústria » 2015, o ano em que o design Apple dormiu no ponto

2015, o ano em que o design Apple dormiu no ponto

Retrospectiva 2015 — este foi o ano em que o design Apple falhou miseravelmente? Smart Battery Case, Magic Mouse 2, Apple Pencil foram alguns dos piores deslizes da Maçã de Cupertino… pecando pela forma e/ou pela função.

13/12/2015 às 3:46

O tio Laguna, embora se considere Nintendista, tem basicamente todos os principais consoles da Sony exceto o PS4. E desde 1997 reclamo dos controles DualAnalog/DualShock: para mim, um joystick simétrico é algo entre desconfortável e estranho. Tenho a opinião de que a Sony privilegiou a forma à função, mas entendo que sou uma minoria que prefere os joysticks da Microsoft nesse quesito.

A Sony é considerada por muitos uma Apple dos videogames, com hardware de ponta e aparelhos com belo design. Design é (ou era) um dos destaques da Apple. Infelizmente o ano de 2015 não foi fácil para os fãs do design industrial da Maçã de Cupertino.

Laguna_PlayStation_Dual_Analog_Controller_UK_ad_peq

Design superior uma ova (crédito: Retro Gaming AUS)


O “calombo da câmera” no iPhone 6 em diante

Laguna_iPhone_6_camera_bump

iPhone 6: mais fino que o antecessor, exceto por um detalhe

Ano passado, a Apple já deu sinais de que seu design não buscava mais ser referência: ao privilegiar a função à forma, deixou passar o imperdoável calombo da câmera no iPhone 6. Até então, todos os iPhones não precisavam de uma capinha para esconder essa verruga. E, se dependesse do Jony Ive, os próximos iPhones serão cada vez mais finos, exceto pelo calombo da câmera.

O extremo minimalismo do MacBook de 12 polegadas

Passemos para 2015: no começo do ano, a Apple anunciou o MacBook de 12 polegadas com um único conector USB-C para dados e energia. Morreram ali o logo iluminado da Maçã atrás do monitor, o MagSafe e um conector dedicado de vídeo. Tudo para a Maçã de Cupertino poder vender docks e outros adaptadores, além de deixar o aparelho mais fino. O design aqui privilegiou a forma delgada à função.

Laguna_MacBook_12_inches

MacBook de 12 polegadas: minimalista até demais (crédito: 9to5 Mac)

No principal evento da Apple, em setembro, a empresa anunciou o iPad Pro. O trambolhão vinha com no mínimo três erros de design. Na minha opinião, a falta de um conector USB-C foi o primeiro deles, embora a interface Lightning do tablet seja perfeitamente compatível com o USB 3.0, inclusive com novos acessórios que utilizam a interface mais veloz. Como o novo leitor de cartões SD.

O iPad Pro(blema)

O segundo erro de design do iPad Pro é a tentativa falha de imitar o rival, o Surface. Enquanto o Surface 4 aprimora a linha de tablets Microsoft, a Apple defeca isto:

Laguna_Smart_Keyboard_iPad_Pro

Smart Keyboard, dumb design (crédito: Redmond Pie)

A Smart Keyboard é uma capa-teclado no mínimo desajeitada, parece até xing-ling comparada ao produto rival da Microsoft, a Type Cover. Fora o teclado com GPU dedicada e bateria adicional do Surface Book.

O terceiro erro de design que o tio Laguna vê no iPad Pro não está nele e sim no seu principal acessório, o Apple Pencil. Com um conector Lightning macho, a forma recomendada para recarregá-lo numa emergência é… plugar no iPad Pro.

Laguna_Apple_Pencil_peq

Apple Pencil com Lightning: sério isso? (crédito: iDownload Blog)

Magic Mouse 2, uma recarga “mágica”

Em outubro, a Apple lança discretamente o Magic Mouse 2. Pela primeira vez temos um mouse Apple que não usa pilhas, ok, mas é um produto com preço premium que para recarregar sua bateria não podemos utilizá-lo.

Laguna_Magic_Mouse_2_Lightning

Até mouse xing-ling tem forma menos pior de recarregar a bateria (crédito: iDownload Blog)

Antes que alguém me pergunte: não acho que seja culpa do conector Lightning em si, envolvido direta ou indiretamente em vários dos erros atuais de design da Apple. Poderia ter sido utilizada qualquer outra interface proprietária, mas a atual Apple parece errar de propósito utilizando o Lightning.

É também o caso da…

Smart Battery Case

iphone-6s-smart-battery-case-001

Sou muito fã da Apple, mas concordo com o nobre colega Paulo Higa: essa capinha é um “tumor”. Além de custar 99 dólares (ou uns 700 reais), essa Smart Battery Case só recarrega 85% da carga de um iPhone 6S: é feia, parece frágil e também não tão útil quanto os produtos concorrentes do “tumor”, como a Juice Pack da Mophie.

Falando em concorrentes, a ASUS e a LG fizeram troça no Twitter ao zombar sobre a necessidade do novo acessório da Apple enquanto os produtos delas seriam melhores que o smartphone da Maçã nesse quesito.

Gente, até a BlackBerry juntou forças para se levantar do caixão e fazer graça com o “tumor” do iPhone 6S.

Achei digno, a Smart Battery Case falha na forma e na função. Como dificilmente a Apple vai apresentar um novo produto nestes últimos dias de 2015, melhor desejarmos um Feliz Natal aos fãs do design Apple.

Laguna_Apple_Natal_2015

A equipe de design da Apple terá um feliz natal? (crédito: Jonathan Morrison)

Parabéns a todos os envolvidos. Que Odin tenha piedade de quem gasta 4 mil reais num negócio desses.

Fontes: BGR, Redmond Pie e The Verge.

relacionados


Comentários