Meio Bit » Mobile » Apple contrata jornalistas para compor curadoria do app News

Apple contrata jornalistas para compor curadoria do app News

App News para dispositivos Apple pode contar com curadores contratados para cuidar do conteúdo; ideia é entregar a melhor experiência possível

17/06/2015 às 13:31

apple-news

Na semana passada, durante o keynote da WWDC a Apple apresentou entre outras um novo app de Notícias, desenvolvido para substituir o atual Banca e que trará artigos de uma forma simples e intuitiva, como uma revista digital. Sim, exatamente como o Flipboard faz há meia década mas agora que o namoro acabou, Cupertino resolveu partir para a produção independente.

Embora o serviço só seja incialmente liberado quando o iOS 9 chegar para usuários dos EUA, Reino Unido e Austrália algumas dúvidas foram levantadas: a Apple revelou que fará parcerias com diversos canais de conteúdo como Time, Fortune, ESPN, Marie Claire, Wired e muitos outros, além do fato de que o usuário será livre para assinar aqueles que deseja acompanhar e tal qual um leitor de RSS, poderá para adicionar o site que quiser.

Ainda assim a Apple julga que é preciso humanos para fazer o meio de campo entre os produtores de conteúdo e os usuários.

job

Uma vaga de emprego surgiu no site da Apple para editores que se dediquem a “identificar notícias locais, nacionais e globais”, fornecendo aos usuários do app News a melhor cobertura possível de eventos em tempo real. O cargo também prevê o gerenciamento de sugestão de categorias baseadas no gosto pessoal ou área de expertise dos usuários.

A ideia é que os editores trabalhem para organizar o conteúdo e interajam diretamente com os parceiros, muito provavelmente para não deixar tudo a cargo dos algoritmos de busca. O app News, diferente do Banca é capaz de ler o HTML das fontes e se utiliza também do novo formato de publicação Apple News Format, que os sites poderão utilizar para formatar seus artigos.

Como vai funcionar? Os parceiros diretos da Apple, que terão acesso ao APN entregarão uma seleção diária de artigos, sendo que estes passarão pelo crivo dos curadores e só então serão publicados. É aí que as coisas começam a ficar nebulosa: tudo leva a crer que ao menos entre os grandes players a Apple vai selecionar quais notícias vão aparecer, sendo estas as únicas que se valerão das características visuais do app. Aos restantes restará o formato tradicional.

parceiros

Por que a Apple faria isso? Um dos motivos seria justamente manter o padrão da experiência de uso: num leitor comum, dependendo das fontes selecionadas a mesma notícia pode e irá aparecer em mais de um site, fazendo com que o usuário perca tempo se livrando dos artigos repetidos. Ao impor um controle mais rígido Cupertino entregara um app mais enxuto, mas sem a liberdade de customização e pior, graças aos acordos firmados é bem possível que alguns artigos de grandes veículos possam vir a ser exclusivos.

Isso levanta questões interessantes: se um canal de tecnologia parceiro publicar um artigo detonando o lançamento de um novo iGadget, ou ainda um editorial sobre um dispositivo da concorrência é muito improvável que eles sequer serão enviados para a Apple, até porque os canais vão selecionar uma quantidade limitada de artigos: o New York Times vai entregar 30, o The Economist também terá um pacote diário. Como não há um formato de monetização os veículos poderão adicionar ads nas notícias e ficar com 100% da renda (se usarem a plataforma iAds o valor cai para 70%).

São diversas dúvidas genuínas que só serão sanadas quando o app News chegar automaticamente aos iPads e iPhones, quando a atualização do iOS 9 for liberada. Até lá só podemos especular.

Fonte: 9to5Mac.

relacionados


Comentários