Meio Bit » Games » Após viciar no Fallout 4, russo processa a Bethesda

Após viciar no Fallout 4, russo processa a Bethesda

Alegando ter ficado comp0letamente viciado no Fallout 4 e perdido mulher e emprego, um russo teria entrado com uma ação na justiça contra a Bethesda.

5 anos atrás

fallout-4

Acho que a maioria das pessoas que gostam muito de videogames já passaram por situações onde tiveram que se controlar para não faltar aula, ao trabalho ou a qualquer tipo de evento apenas para ficar jogando aquele título que acabou de ser lançado ou que tanto lhe prendeu, mas no caso de um russo de 28 anos, a situação teria passado do limite.

Após adquirir o Fallout 4, o morador da Sibéria alega ter ficado completamente preso no mundo criado pela Bethesda e por ter passado três semanas seguidas comendo mal, dormindo pouco e faltando ao trabalho, o sujeito alega ter perdido a esposa e o emprego, o que o levou a entrar com um processo contra a desenvolvedora.

Se eu soubesse que aquele jogo poderia ser tão viciante, teria tomado muito mais cuidado com ele. Eu não o teria comprado ou o deixaria para a época das festas de fim de ano,” afirmou o jogador que tentará ganhar algo próximo a US$ 7 mil na justiça.

Embora este não seja o tipo de ação muito comum, não é a primeira vez que alguém tem a "brilhante" ideia, já que em 2010 um havaiano processou a NCSoft sob a alegação de que deveria ter sido avisado sobre o potencial viciante do MMO Lineage II, mas felizmente o juiz teve o mínimo de bom senso e arquivou o processo.

A história é tão ridícula que não é difícil imaginarmos não passar de uma mentira e por mais que eu tente, não consigo encontrar palavras para criticar a postura do sujeito — mentira, eu só estou tentando largar tudo por aqui e ir lá jogar um pouco de videogame.

Mas falando sério, um casamento que termina porque uma das partes passou três semanas se dedicando a um jogo? Não sei, mas desconfio que algo já não estava indo muito bem e por mais que eu concorde que os jogos eletrônicos podem tomar um bom tempo da vida das pessoas, especialmente aquelas que não possuem autocontrole, esse tipo de ação chega a ser uma ofensa a aqueles que possuem alguma dependência química e a minha sugestão é que esse russo imbecil passe uns dias ajudando numa clínica de reabilitação para ver quem tem reais motivos para reclamar.

Fonte: Engadget.

relacionados


Comentários